sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

O Carro




Hora de dar andamento a projetos, se já reuniu tudo que precisa, o momento pede: coloque em prática. Se ainda não começou a se organizar então faça isso e não perca tempo para iniciar uma aventura.

"direcione-se para a ação, sem hesitar, de maneira concentrada, decidida e determinada. Você tem ótimas chances de alcançar seu objetivo."

Aproveite as oportunidades com determinação. É um bom momento para dar início a algum projeto. Deve ser feito já, mas sem precipitação, já tem que estar apoiado num exame e preparo meticulosos.

Momento bom também para viajar.

PALAVRAS CHAVE: Progresso, Evolução, Mudança para melhor.

AFIRMAÇÕES:

- Eu estou pondo minha vida em ordem e me preparando para o novo começo.
- Tomar decisões é fácil para mim. Acolho nova ideias e cumpro o que digo.
- Eu me incentivo a alcançar crescimento e sucesso.
- Sei que quando dou o melhor de mim a recompensa vem de muitas formas.

FLORAL:

Clematis- Estar presente, interessado, realizando projetos, criativo.
Cerato- decidido, seguro, se ouve, acredita na sua intuição.
Walnut- rompe com velhos padrões, se lança no novo, adaptação e liberdade.
Wild Oat- dá rumo, propósito, abre para a vocação, compromisso.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Pais Recorrem à Justiça Para Educar Filhos



Fonte: Matéria do Jornal do Commércio, Caderno Brasil, dia 01/02/09


Mostraram -me essa matéria e achei que devia partilhar.
Pais estão levando filhos à justiça para que eles dêem limites aos adolescentes. O que esses pais alegam é que "não sabem o que fazer" e depositam nos juízes a última esperança de controle dos filhos.

Alguns elementos foram apontados na matéria; família com histórico de agressões físicas e verbais, novas famílias que dentro de uma democracia não encontraram apoio para impor limites e despreparo emocional dos pais em assumirem a maternidade e paternidade.

Achei interessante e penso que esses fatores são os principais motivos desse caos. Não sabemos ainda viver em democracia, confundimos com libertinagem, falta de respeito e individualismo total. Saímos bruscamente de um autoritarismo para a democracia, é 8 ou 80, ou se reprime ou se larga e não encontramos o caminho do meio, ainda, esse fato desprepara os pais que ficam sem saber o que podem e o que não podem fazer e terminam deixando crianças tomarem as rédeas todo momento. Ainda não sabemos dialogar, coisa essencial numa democracia, queremos que um mande e os outros obedeçam, neste caso o poder passou da mão dos pais para a mão dos filhos e não foi compartilhado.

Ainda há a agressividade que a todo momento fica aparecendo. Numa época de tensão negativa, os adultos resolvem os problemas aos gritos e humilhações e a criança aprende vendo. Reage do mesmo jeito... Será que tem solução?

Acho que sim. Ajudar a pais e mães se sentirem mais seguros de si mesmos, com menos medo de errar ou magoar filhos, com maior condição de frustrá-los sem sentir culpa, vendo que algumas barreiras servem de aprendizado, amadurecimento e não sofrimento. Proponho um lugar para pais que dê suporte e ensine a dialogar consigo e com os outros para encontrar soluções em conjunto; dê apoio fazendo com que pais e mães se sintam mais seguros em seu manejo com filhos.

Talvez no passado não se precisasse de um lugar assim, era mais simples educar crianças, hoje é muito mais complexo e devemos nos adaptar, sair de uma rigidez mental de que antigamente não era assim...

Do caos vem a nova ordem, não precisamos ter medo, só precisamos ser criativos!

Namasté!

Leia Também:

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Três Coisas que Gosto e Três que Não Gosto

A Angel do blog Anjos sem asas, me desafiou a escrever três coisas que gosto e três coisas que não gosto. Então lá vai:


Três Coisas que gosto:

Árvore - adoro ver, acho uma das melhores coisas da vida, só de olhar já sinto alegria. Árvore dá flor, fruto, sombra e música, por causa dos passarinhos que atrai.

Gentileza - esse tipo de atitude sempre me emociona, do menor ao maior gesto, é muito bom receber, ver os outros trocando e fazer.

Rir - acho que essa é uma das coisas da vida que mais gosto de fazer, uma boa gargalhada é tudo que há. Ficamos uma pluma e tudo fica mais fácil.



Três Coisas que não Gosto:

Mau cheiro - isso me incomoda muito, me tira de tempo. Tenho um nariz muito sensível para cheiros e fico muito desconfortável, com cheiro ruim.

Dor - eu não aguento, qualquer tipo de dor me deixa feito um zumbi, sei que ela existe para proteção, mas quando ataca é de tirar a alegria.

Atendente mal humorado - tem coisa pior que chegar numa loja e pegar uma pessoa num mal dia? Ser tratada com indiferença ou agressividade ainda me deixa desconcertada, não que eu não faça isso de vez em quando, todos temos dias ruins, mas numa loja esperamos ser bem atendidos e então... É um horror!

Namasté!

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

É bom Fazer o Bem


Noite dessas estava assistindo, de relance, Doutor Hollywood, e ele estava operando uma pessoa que tinha o rosto deformado.

O rapaz ficou muito contente com o resultado. E me deu uma sensação, como se fosse uma revelação: é muito bom fazer o bem! Algo se abriu para mim. Saber que através de nosso comportamento ajudamos alguém a ficar alegre, bem consigo, animado...

É uma ótima sensação, enche o peito e faz a gente se sentir leve. Não é todo comportamento nosso que faz isso, mas é ótimo quando faz.

Estou descobrindo que é muito bom fazer o bem.


E vc quando é que se sente bem?

Leia Também:

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Roupa Nova

Composição: Milton Nascimento / Fernando Brant


Todos os dias, toda manhã
Sorriso aberto e roupa nova
Passarim preto de terno branco
Pinduca vai esperar o trem

Todos os dias, toda manhã
Ele sozinho na plataforma
Ouve o apito, sente a fumaça
E vê chegar o amigo trem

Que acontece que nunca parou
Nessa cidade de fim de mundo
E quem viaja pra capital
Não tem olhar para o braço que acenou

O gesto humano ficou no ar
O abandono fica maior
E lá na curva desaparece a sua fé

Homem que é homem não perde a esperança, não
Ele vai parar
Quem é teimoso não sonha outro sonho, não
Qualquer dia ele pára

Assim pinduca toda manhã
Sorriso aberto e roupa nova
Passarim preto de terno branco
Vai renovar
A sua fé



Outra de Beto Guedes...

Essa letra nos inspira a ter fé, mesmo que a vida diga não, que não desista de algo que se quer muito que tenhamos forças para suportar até o descaso... Às vezes nossa vaidade não deixa e logo desistimos do que desejamos, nos sentimos humilhados. Precisamos ser Pinduca, sorriso aberto e roupa nova, renovando dia a dia nossa fé. Fé na vida, fé em nós, fé na alegria, fé na vitória... Fé na Fé!!!

Namasté.

Ouça Também:

Infelizmente não achei o vídeo dessa música. Mas é só clicar abaixo e vc escuta a música, cantada por Milton Nascimento.

Rádio UOL - "Roupa Nova" de Milton Nascimento : Ouvir a música - Rádio UOL - A melhor música da Internet

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Felicidade Autêntica


Usando a Nova Psicologia Positiva para Realização Permanente
Marin E. P Eligman, PhD.
Editora Objetiva 2004
333 p

Felicidade Autêntica (link para a editora)


Recentemente li este livro, ele não é novíssimo, é de 2002, e foi publicado aqui no Brasil em 2004, mas só ano passado eu me deparei com ele. Desde 2006 venho gradualmente conhecendo essa parte da Psicologia (Psicologia Positiva) que foi criada em 1998, pelo autor do livro e seus colegas.

O livro fala do objeto de estudo desse ramo da Psicologia: A Felicidade e os estados positivos do ser humana, uma das perguntas dos autores é porque temos sentimentos positivos, para que eles servem? Eles acreditavam que o lado positivo da vida tinha sido negligenciado, praticamente ninguém estudava essa parte do ser humano.

Então eles tomaram para si esse objeto de estudo que estava na mão de leigos, escritores de auto-ajuda. Na minha opinião estava em boas mãos. Mas os cientistas acharam que deviam dar ares de ciência a esse lado da vida.

É bom, achei legal, interessante, tem muito teste, parecendo até revista feminina, para saber o grau de felicidade e otimismo que você tem; juntamente com relatos de estudos e descobertas sobre a vida boa. Válido esse toque científico no que o pessoal da nova era vem falando há décadas.

No que me acrescentou; acho que a idéia de forças; virtudes que podemos desenvolver como: Saber, Coragem, Humanidade, Transcendência, etc para desenvolver uma vida plena. E foi bom saber que existem pessoas interessadas em estudar como fazer para viver bem e ser feliz. E ainda eles colocam isso na prática, como usar essas forças no casamento, trabalho, criação de filhos.

Outra coisa que me chamou a atenção foi que eles fizeram um manual de diagnóstico de Virtudes, do mesmo jeito que tem o DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico de transtornos Mentais); uma classificação de Sanidades, as quais você pode “diagnosticar” e cuidar para aumentar, são 24 forças que você pode identificar através do teste. E sabendo delas, as usar para, na vida diária, ser mais feliz. É bom ver cientistas parecendo esotéricos, e eu disse parecendo, porque eles negam qualquer título nessa área.

A Psicologia Positiva tem três pilares: Primeiro, estudo da emoção positiva. Segundo, estudo dos traços positivos (forças, virtudes e habilidades). Terceiro, estudo das instituições positivas (democracia, família, liberdade).

Nas palavras do autor: “... agora chegou a hora e a vez de uma ciência que procura entender a emoção positiva...” “A felicidade autentica chegou para ajudar na identificação e no aperfeiçoamento das suas forças e na utilização diária delas...” Pessoas sem recursos (deprimidas) têm preocupações que vão além do alívio de seu sofrimento... se preocupam com virtude, integridade e significado. As experiências que induzem emoções positivas fazem as emoções negativas se dissiparem. As forças e virtudes funcionam como um pára-choques contra infelicidade e as desordens psicológicas e pode ser a chave da resistência. Os melhores terapeutas não curam simplesmente os sintomas, eles ajudam a constituir forças e virtudes”.

Gostei!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

AGORA QUALQUER UM PODE ESCREVER UM LIVRO!




Ouvi isso, ou quase isso de uma pessoa que estava criticando o atual mercado de livros. Ela dizia que tem muita porcaria publicada nos dias de hoje. Eu penso diferente; no momento qualquer pessoa que tenha o que dizer pode publicar um livro, isso me parece bom, todos que quiserem podem se expressar, mesmo sem grandes talentos literários (incluindo eu), talvez nem todo mundo queira ser um grande escritor, alguns apenas querem poder contar sua estórias, compartilhar sua dores, alegrias e conquistas, dizer para os outros que é possível superar uma dificuldade, ou resolver uma questão complicada, talvez aquela fórmula não sirva exatamente para quem está lendo, mas pode ser um início, pode ser uma inspiração para a pessoa criar sua própria fórmula.

Acho que deveríamos ficar felizes em mais pessoas poderem escrever e publicar livros, quem vai escolher é o consumidor, porque então ficar preocupado? Hoje se fala muito em inclusão, mas parece que essa inclusão é só para os portadores de deficiência física, inclusão não devia ser pra todo mundo? Somando-se aí pessoas não talentosas para escrever, mas que querem contar sua estória? Por que falar mal, por que dizer: eles não podem? Acho ótimo, mais pessoas poderem achar que tem o direito de escrever um livro, dirigir uma empresa, estudar até não ter mais título a conquistar, ser um chefe de cozinha, ser modelo, terapeuta, cantora, dançarino, etc.Penso que falta mesmo a nós é a ousadia de achar que podemos. Ficamos pensando que só determinadas pessoas no mundo podem fazer determinadas coisas, e os outros que se recolham à sua insignificância; mas vocês já pensaram que o mundo é realmente feito de pessoas insignificantes? Quem bota pra moer e girar o mundo são os Zé Ninguém; que vivem escondidos, encolhidos se sentindo menores, agora é a vez do desconhecido, do anônimo subir de vez em quando na onda e aparecer.

Algumas pessoas dizem que é medíocre, mas não acredito nisso, nenhuma criação divina é medíocre; no máximo anda perdido de sua divindade e atua no escuro, talvez por isso erre mais.Mas agora nos dizem: vocês podem! Podem mostrar a criação dentro de vocês, mesmo que não seja espetacularmente diferente da maioria, é única em sua manifestação e por isso vale a pena. A internet vem ajudando; hoje alguém pode cantar, dançar, escrever, criar e mostrar para quem se identificar. Alguns nem querem ser famosos, só querem compartilhar sua criatividade, porque todos nós somos, em algum ponto, criativos, mas antes não tínhamos lugar para desaguar essa criatividade, agora temos. Os “medíocres” estão tendo a chance de serem únicos, isso é verdadeiramente inclusão! Sem separação entre a “massa” e os “escolhidos”. Todos somos um só, e somos criadores! Portanto acho bom que hoje qualquer pessoa possa escrever, cantar, dançar, pintar, criar. Os “especiais” não deviam ter medo, há lugar para todos, todos somos especiais e ao mesmo tempo comuns. Agora é hora de aprendermos a usar nosso aspecto mais evoluído: a criação, chega de destruir apenas; precisamos aprender a criar como bons humanos que somos, e nos darmos importância, gostando de nós e nossas criações.

Namasté!


Leia Também:

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Sol de Primavera

Composição: Beto Guedes / Ronaldo Bastos


Quando entrar setembro e a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão onde a gente plantou juntos outra vez
Já sonhamos juntos semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz no que falta sonhar
Já choramos muito, muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar uma nova canção que venha nos trazer
Sol de primavera abre as janelas do meu peito
a lição sabemos de cor
só nos resta aprender...




Essa música nos lembra que de vez em quando temos invernos, mas não podemos esquecer que a primavera sempre chega. Outra coisa boa é que colhemos o que plantamos, então, que prestemos atenção ao que estamos semeando e não devemos desistir porque de vez em quando nos perdemos, devemos inventar uma nova canção que traga a primavera para nosso peito aberto. Mas o principal é que a lição sabemos de cor, o que falta é executar, exercitar. E era isso que eu queria falar; lembremo-nos que o importante é vivermos no exercício, chega de falar! Palavras não ensinam, exemplos são melhores. Que nossas ações sejam inspiradas pelo sol da primavera!!!
Procurem cantar a música , a plenos pulmões!

Namasté!

Ouça Também:

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Poesia

Recebi esta poesia, recitada por Ana Carolina, e gostei muito, ela fala da situação de nosso país e uma forma positiva de combater a corrupção e roubalheira.




E vc como vai reagir à corrupção?

Namasté!

Leia também:

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Banquete do Amor


Para ver o trailler e a sinopse do filme, clique abaixo:
Yahoo! Cinema
DVD Banquete do Amor: Informações do Filme no Yahoo! Cinema






Um filme muito legal, Banquete do Amor, principalmente o personagem de Greg Kinnear.
Ele demora muito para aprender uma lição e sofre, me lembra nosso próprio processo de crescimento; é lento e as vezes repetimos as mesmas lições mais vezes do que desejamos.
E o do Morgan Freeman parece um mestre, um pouco culpado, mas sábio.

Para ver o trailler e informações sobre o filme, clique em Yahoo! Cinema e DVD Banquete... Acima.

Bom filme!

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Robert Wong

Para ver o programa, clique abaixo:
Rede Globo - Mais Você - Variedades - NOTÍCIAS - Especial "desemprego" com Robert Wong



Hoje de manhã estava vendo Ana Maria Braga e me deparei com esse consultor de empregos (Robert Wong), dizendo coisas parecidas com o que penso sobre acreditar e acontecer, são dicas boas e ligadas à lei da atração, mesmo que ele não tenha citado.
Ele também está lançando um livro: Super dicas para conquistar um ótimo emprego.

É só clicar acima em mais você.

Namasté.