terça-feira, 19 de junho de 2012

Devagar, devagarinho




Algumas pessoas notaram que eu estou publicando menos. Isto se deve a dois motivos. O primeiro é preguiça, esse negócio de ficar com obrigação de escrever me cansou. O segundo é rebeldia, eu sou naturalmente do contra, quando todo mundo diz pra fazer de um jeito eu faço de outro.

Disseram-me que devia publicar todo dia, pois as pessoas estão ávidas de novidade e que exigiam isso, então para ser lida eu tinha que ser vertiginosa nas publicações. Lançando questionamentos alucinados e talvez até de hora em hora, este é o ritmo da net, ouvi por aí...

Até acredito nisso, mas não quero fazer assim, eu até tentei, mas realmente não é minha onda. Nasci antes da net, sou de um tempo mais lento e fui diminuindo o ritmo até uma publicação mensal, porém sem obrigação; se vier eu publico, se não, nada de texto. Este por exemplo, é o segundo que escrevo este mês, veio na cabeça e eu estava com disponibilidade para escrever. Contudo pode ser que passe dois meses sem escrever nada. Vai ser surpresa, o dia, o momento da publicação. Serei intermitente.

Penso também que ficar engolindo informação dá congestão, não serei mais uma a enfiar goela abaixo um bando de palavras que não fazem sentido, só porque as pessoas querem novidade. Quem me ler terá que degustar. Voltar mais de uma vez para o mesmo texto e lê-lo de maneira diferente, até se surpreender com outro texto que virá sem ninguém saber quando, nem mesmo eu. Acompanharei o mistério da vida.

Se ficar sozinha nesta viagem, tudo bem. Se a net me rejeitar por ser uma tartaruga, tá certo. Eu é que não vou me curvar às necessidades alheias. Quem quiser saborear, ler mais de uma vez, refletir, passar um tempo observando um tema, vai gostar. Quem gosta de surpresa também. Treinaremos a paciência, pois o texto não virá no nosso tempo, mas no tempo dele mesmo. Às vezes mais rápido, às vezes mais lento. Ou não virá de modo algum, quem sabe? Esta sou eu na net.

Namasté!

8 comentários:

  1. Apoiado, Nanda! Regras? A gente faz as nossas! Obrigações já bastam aquelas das quais não se pode fugir, tipo pagar nossas contas de água, luz e etc etc!! Criar novas obrigações é criar ansiedades e estresse! E um viva para o ócio criativo! E fazer as coisas que gostamos quando nos der na telha! rsrsr Bjss!

    ResponderExcluir
  2. Não podemos fazer dos blogs, uma obrigação,Essa troca deve ser de prazer e alegria. No ritmo que quisermos e bem entendermos...Beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Se você parar de postar agora, ninguém vai ligar. quem tá se importando. eu? to nem ai!
    é assim. para dizer o contrario. senão você não posta mais.
    Um abraço Nanda. agente espera seu tempo.

    ResponderExcluir
  4. Ei Nanda,

    Tudo bem?
    Quanto tempo não venho aqui....e quando chego me deparo com um texto excelente..
    Amiga , concordo com você, estou aprendendo isto, me equilibrando mais, me alimentando mais também, me dando possibilidade de pensar e dando ao leitor oportunidade de degustar mais do que escrevo, antes eu postava todos os dias, agora já consigo ponderar um pouco. Você esta certa, podemos ler um texto mais de uma vez, mas se somos realmente leitores com sede de palavras , as novidades sempre surgirão de um mesmo texto. O que não podemos é escravizarmos em obrigações que não nos fará bem, mas sim escrever espontaneamente , prazeirosamente, e com sentidos que teremos naturalmente..lenta ,mas com grandes vitaminas para fortalecer a alma...

    Beijos amiga e uma excelente noite pra vc

    ResponderExcluir
  5. Nanda!!!
    já estou me tornando fã dos seus escritos!!Posso dizer pra ti que nunca me vi escrever no blog por obrigação!Escrevo uma vez por semana,isso ainda se eu tiver algo relevante para dizer,caso contrario não escrevo!!concordo plenamente que precisamos escrever para degustar,e nao para nos aproximar com a memoria de um computador,que joga milhares de informações com rapidez!!!não somos feitos de arquivos e pastas,mas de mente e sentimento!!!não somos obrigados e não podemos sentir essa sensação de obrigação de escrever em blogs!!!se você quer apenas reconhecimento por pura vontade de ser famoso,então escreva coisas banais só para bater o cartão,mas se você quer conquistar pessoas,sentimentos e amizades,então escreva com tesão e com vontade!!!!abraço pra ti nanda!!!lindas palavras,e espero o tmepo que for para ler algo que seja relevante e humano em seu blog!!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Nanda, primeira vez que comento no seu blog e gostei daqui. Também não gosto de obrigações, pois o blog é um forma de nos relaxar e entreter nossos leitores. Temos que postar quando temos vontade e não por imposição, a não ser, claro, se for um trabalho. Está mais do que certa. Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  7. Nanda, por obsequio... rsss... voce teria um lugar na rede para mim tambem ?! afinal ando super preguiçosa, eu sei que é um estado passageiro!

    Já faz algum tempo que acertei dias para postagens, o que me ajudou bastante, mesmo assim, tem semanas que estou tão atarefada ou exausta que não quero nada, a não ser não fazer nada.

    BEIJOS

    ResponderExcluir
  8. Apoio totalmente sua decisão Nanda. Pra quê e por que tanta correria pra chegar muitas vezes a lugar nenhum. Decisão sabia pra seu momento, o aceitando de maneira genuina. Texto e momento para se estar e se lercom uma caneca de chá ou seja lá o que você gostar de beber quando quiser simplesmente aproveitar a vida com leveza! Bjoo*

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.