quarta-feira, 5 de agosto de 2009

MARIDOS GOSTAM DA COMPANHIA DAS ESPOSAS?


Ouço muitas mulheres casadas reclamarem de solidão. Será que
homem não gosta da companhia da mulher? Fiquei me perguntando...Parece que não. Eles casam e fazem tudo que precisam fazer, mas na maioria não desejam a companhia dessa mulher, porquê será?

Claro que tem exceções, mas parece que o comum é o homem fugir da esposa quando o assunto é se divertir, compartilhar momentos de amizade, apoiar. Nessas horas, as mulheres, pelo menos as que eu escuto, se sentem sós, quase como se seus maridos tivessem fugindo, evitando, ficando indiferente. Aqueles homens que escutam, dialogam, se interessam pelos pensamentos de suas mulheres, ficam como se fossem lendas urbanas, só se ouve falar, mas ninguém conhece de fato; ele é sempre o marido de alguém distante, eles povoam a imaginação feminina e habitam nos sonhos das mulheres esperançosas, mas de carne e osso ninguém viu.

Parece que os homens preferem a amizade dos outros homens, como se fosse uma confraria, uma irmandade. Talvez eles se sintam mais compreendidos, sim, porquê, na companhia de mulheres o homem, sempre é um ser inferior, que faz tudo errado e mal feito. Junto de uma mulher o homem é grosso, rude, mal educado, incompetente...Sendo assim não é muito bom ser acompanhado do sexo feminino.

Então eles saem, os amigos são iguais e as outras mulheres que ainda não o conhecem o acham uma maravilha!!! Fica melhor assim. Claro, isso é uma suposição, só os homens mesmo podiam responder a essa pergunta. Por que os homens fogem de suas namoradas e esposas?! Vejam bem, eles não fogem de mulheres, mas da Esposa e Namorada!!! Por que será?

E a esposa que sonha com um companheiro, sente-se solitária, na famosa “solidão a dois”. O que será que acontece? Onde é o desencontro? O que provoca o afastamento? Os corpos estão lá, as obrigações também, mas a alma... Tá looonge...

Ouço muitas mulheres, gostaria de ouvir os homens, eles não falam, se escondem, não se queixam, simplesmente somem. Gostaria de compreender melhor o universo masculino. Do que eles precisam para gostar da companhia de suas esposas e namoradas, talvez eu pudesse contar para elas, e assim promover um encontro! Um encontro de amizade amorosa, um casamento de amigos amantes. Eu gostaria de ver mais esposas e maridos sendo amigos e não concorrentes; um querendo ganhar do outro. Queria ver uma confraria mesclada, uma irmandade mista.

45 comentários:

  1. Nanda,
    essa "eterna" "guerra dos sexos" passa por muitos fatores, mas um que me salta aos olhos, além de outro que falo mais abaixo, é que muitas vezes o homem casa procurando uma nova mãe... Daí o repeteco da confraria adolescente...Falta maturidade e comprometimento. Com relação às mulheres não é muito diferente, também se casam para sair de casa e repetir o que se fazia antigamente, reclamam da solidão, mas não tomam uma decisão, "pra que ficar com um cara que só sai pra beber e chama a manutenção de um relacionamento sério de DR(discutir a relação) como se fosse algo macabro..." Parece lenda urbana mesmo, mas é real, a humanidade, aí eu entro no outro tópico, está doente, de afeto e de muita coisa, o matriarcado foi tomado pelo patriarcado há gerações, e o papel do feminino e do masculino está "destrambelhado".
    Falaria ainda do rito de passagem que não temos em nossa sociedade, mas deixo pra outro momento que já escrevi demais....rs
    beijos e parabéns pelo quesionamento.

    ResponderExcluir
  2. Oi,Nanda
    Posso falar por mim mesma,adoro a companhia de meu marido ,mas acredito ,também que homens e mulheres foram feitos para se complementarem ,claro temos nossas individualidades e precisamos da companhia de nossos amigos e amigas, adoro meu papo mulherzinha com minhas amigas e meu marido não acha tão interessante.O mesmo ocorre com ele. Mas munca fui "trocada",ou seja ele preferir a companhia dos amigos à minha.Casamento é complementação ,não fusão,pois somos seres individuais!

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Se fazem isso estão errados, mas tem exceção, de ambos os lados

    ResponderExcluir
  4. Oiiii!!!
    Amiga meu marido é uma exceção!Ele só sabe sair se for comigo e as vezes eu até quero que ele vá sozinho em algum lugar e ele simplesmente deixa de ir.Sempre fazemos tudo juntos,da padaria ao banco e gostamos muito da companhia um do outro.
    Todos os dias vamos a uma pracinha perto da minha casa colocar o papo em dia do que aconteceu no nosso dia e quando não dá para irmos vamos a algum lugar juntos ou conversamos no jantar.
    Ele me ajuda nas tarefas mesmo quando brigamos,simmmmmmm nós brigamos claro e isto é normal para qualquer casal que seja tão diferente em tudo!
    A fórmula não temos mas garanto que é muito bom sempre ter a companhia dele em tudo.

    ResponderExcluir
  5. eu dou me muito bem com minha esposa..não procuro sair muito e sempre compartilho com ela meus problemas mas como todo casal temos nossos pequenos problemas que são resolvidos com dialogo...espero que continue assim...valeu...fuiiiiiiiiii

    ResponderExcluir
  6. NANDA,
    TEM ESPOSO QUE GOSTA... MAS TEM OUTROS QUE ESTÃO AO LADO DAS ESPOSAS APENAS PELOS FILHOS...
    GOSTAM MESMO É DAS AMANTES E NAMORADAS...
    FAZER O QUÊ?
    BJÃO

    ResponderExcluir
  7. Olha Amiga!
    Não sei o que dizer.....
    ....Sei que muitas vezes eles preferem, mais a companhia dos amigos que da gente.
    Não é por falta do dialógo, do amor.
    Acho que assim como os pré-adolescentes que precisam da companhia dos amigos e "gurpo", os homens/maridos são assim também.
    O mais engrassado é que aMulher tem as suas amizades, mas prefere ficar mais com eles.
    As vezes existem um caminho de mão inglesa, nisso tudo.
    O relacionamento a dois, as vezes tão....tão, complicado e estranho.
    Eu pelo menos, adoro ficar com meu marido, mas as vezes ele prefere ir jogar bicha com os amigos. Pelo menos duas vezes na semana, apo´s o serviço.
    Mas como diz a Mylla, antes de ser esposas, temos que ser amantes....
    Um grande beijo
    Sandra

    ResponderExcluir
  8. Corrigindo, é bocha e não bicha. Perdão pelo erreo. Isso pode dar um problemaãoo.....rsrsrrrsrsrsrsr.

    Já imaginou ficar jogando bicha durante a noite????
    Fala sério!!!!!!
    Sandra

    ResponderExcluir
  9. É, enquanto se é concorrente, perde-se muito da essência natural. Isso em qualquer setor da vida.

    Um abraco e um ótimo texto.

    ResponderExcluir
  10. Isso é lastimável.
    Parece que depois do casamento tudo muda,né.
    Isso me assusta ;/

    ResponderExcluir
  11. Cristiano:
    Concordo homens querem uma mãe e mulheres um pai substituto. Maturidade é artigo de luxo.
    Chamei para reflexão, escuto muita mulher doída de solidão, gostaria de saber o que falta para os homens.
    Abraços!


    Rô:
    Talvez vc fuja à regra. ainda bem! Há encontro no seu casamento, mas não acho que essa é a maioria.
    Bjs!


    Carlos:
    Eu não diria que estão errados...Estão desorientados, talvez.
    E sim há exceções, inclusive já citadas acima nos comentários.


    Lília:
    É muito difícil ser amiga do cônjuge, se vc consegue, parabéns!
    Bjs.


    Moreijo:
    Parabéns para vc e para sua esposa!
    Que pena eu ainda não ter encontrado os da turma do meu texto!!!
    Abraços!


    Mylla:
    É verdade, mas parece que estes não estão prontos a se exporem, pois até agora só encontrei aqui pessoas que se divertem com esposas.
    Bjs!


    Sandra:
    Sim, acho que os homens não se importam em amadurecer emocionalmente. Mas tem também o mito que esposa é para umas coisas e não para diversão.
    Não estou falando de individualidade saudável, estou falando de uma constante evitação da companhia.
    E sim, ficaria muito politicamente incorreto jogar bicha!
    Bjs!


    Georgia:
    Sim, fazer concorrência espanta!
    Obrigada!
    Abração!


    Emily:
    Ôpa!!! Era isso que eu queria ouvir! Temos tanto medo de mexer nessa instituição que preferimos muitas vezes defender o trágico do que admitir que mudamos ao casarmos!
    Aposto que vc não é casada!
    Quero saber porque ainda mudamos no casamento.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Oi Nanda, tudo bem!
    Cuidado que querer entender o universo masculino pode ser uma tarefa bem mais complicada do que imagina, e no final chegara a conclusão que não somos tão diferentes assim, mesmo porque pra toda regra existe exceção.
    Olha te confesso que tive alguns relacionamentos onde meus amigos “homens” acabavam vindo em 1º plano e só depois vinha minha namorada. A explicação que eu daria é que o que eu sentia não era o suficiente e soma-se aí o fato que aos 20 anos de idade fazemos muita bobagem. Em compensação, meu último relacionamento, o que eu sentia por ela era imenso, o que fez com que eu a colocasse sempre em 1º plano. Era com ela que eu queria compartilhar minhas experiências, conversar, apoiar, estar presente, escutá-la... Isso tudo eu fiz, mas fiz sozinho, parecia que os papeis haviam se invertidos, pois eu estava ali com ela, mas ela não estava ali comigo. Ela tinha meu apoio, meu ombro, meus ouvidos, mas sequer alguma vez recebi o mesmo tratamento. Essa “solidão a dois” eu senti vivendo e conheço alguns amigos que também viveram, então não é uma situação restrita apenas as mulheres. Talvez possa acontecer com mais freqüência, mas existem exceções.
    Para as mulheres que estão em busca desses homens que escutam, dialogam, etc posso dizer que eles não são lendas urbanas. E elas não tiveram a sorte de achar assim como eu também não achei a mulher que se importasse com isso.
    Ah, deixei pra você um presentinho lá no meu blog.
    Beijos

    Paulo Ka

    ResponderExcluir
  13. Nanda, que ótima reflexão! Muito bom esse tema...

    Homens e mulheres são diferentes, nunca vamos pensar e agir igual... e é justamente saber conviver com essas diferenças, o grande desafio do ser humano para que ele consiga crescer, evoluir...

    E homem ama diferente mesmo... ele é mais prático e a mulher é sonhadora e romanceia tudo!

    Amor ideal e perfeito, somente nos filmes mesmo!

    Grande beijo, amiga!!

    ResponderExcluir
  14. Acho que toda regra tem sua excessão..existem homens que casam procurando sim uma cia em que a mulher se transforme em tudo que ele imaginou...como a mulher também..mas esquecem que somos individualidade..e precisamos de momentos sem a presença do outro..ate mesmo para sentir a falta
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Nanda,

    Que relato genuíno!!!! Muito bom. Principalmente vindo de uma mulher....

    Tá na hora dessa mulherada dita "moderna e independente" e que se acha "auto-suficiente" tratar melhor, amar e compreender seus homens (os quais elas não vivem sem ehehehehehe), aceitando-os como são e elogiando-os (claro que nas devidas proporções éticas e morais, kkkkkkkk).

    Abraço.

    ResponderExcluir
  16. Paulo:
    Mesmo assim eu arrisco, acho esse universo masculino muito interessante!
    Que bom!!! Vc está me dando os elementos que preciso!Vou anotar tudo!
    Bom saber de um homem que existem outros assim...
    Vou lá buscar meu presente!
    Bjs!


    Regina:
    Eu também acho e gosto da forma de amar masculina,acho que só precisa de pequenos ajustes para funcionar com a da mulher.
    E sim, ideal só no mundo do cinema e livro!
    Bjão!


    Olavo:
    Sim, e eu falei dela no meu texto.
    Acho importante individualidade, não acredito que casamento gera siameses.
    Bjão!


    Hugo:
    Também acho, mulher reclama muito e faz pouco para realmente compreender o mundo dos homens.Eu quero ajudar nessa ponte.
    E vc tem razão tem que ter limites nessa compreensão.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Verdade, mas tem alturas para tudo, no entanto, as companhias são sempre agradáveis quando são correspondidas.

    Gostei de seu espaço Nanda, parabéns.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  18. MGHORTA:
    Obrigada!
    Acho que a questão é de correspondência mesmo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  19. MGHORTA:
    Obrigada!
    Acho que a questão é de correspondência mesmo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  20. Nanda,

    Vi tantos comentários, mas vim também comentar, pra dizer que amei texto é muito bom. E é assim. As vezes vivo essa solidão a dois sim. Mas saimos juntos, com amigos,...entendo que o home precisa ficar sozinho, precisa ficar só com os amigos,...mas precisa tabém cuidar da mulher, do mesmo jeito que ela precisa cuidar dele. Afinal, "Quem ama cuida". Não é isso?

    Lena

    ResponderExcluir
  21. Acho que uma farra com amigos e a nossa - separadamente - com amigas, tem sim, seu lado positivo. Há momentos, há coisas, segredinhos inúteis, mas são nossos segredos e que - não vão acrescentar nada- não queremos compartilhar. E o que que tem?

    ResponderExcluir
  22. Lena:
    Seu comentário está acima(diHitt), eu quase escrevi um outro texto em cima do que vc falou!
    Que bom vc ter comentado!
    Muito obrigada!


    Histórias...:
    Claro, uma coisa é vc ter vida própria mesmo casada, outra é não se encontrar de jeito nenhum com o cônjuge!
    Todos temos segredinhos, não tem nada de mais!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  23. Oi Nanda,
    Não precisa agradecer, se alguém aqui precisa agradecer sou eu pelo espaço em poder colocar meu ponto de vista também e de todos os outros que também compartilharam suas idéias a respeito.
    O aperfeiçoamento acaba sendo de todos nos.
    bjs

    Paulo ka

    ResponderExcluir
  24. Nanda,

    Em relações com mais de 15 anos ocorrem desgastes e desencontros.

    Alguns desses começam bem cedo nos primeiros meses ou anos. As motivações são inúmeras. Cada qual com seu álibi.

    Realmente penso que a maioria dos casados não gostam da companhia das esposas quando estão com amigos.

    Assim como as esposas não gostam que maridos estejam presentes quando estão reunidas com suas amigas...Salvo aqueles casos cujos maridos se anulam....

    Dinâmicas complexas essas entre homens e mulheres.

    A proposta do tema traz esclarecimento..

    Boa semana com muitas bençãos...
    Beijos!! Namastê querida amiga!!
    Aloha Nanda!!
    Hod.

    ResponderExcluir
  25. Paulo Ka:
    Esse é meu garoto!!!!
    Também acho e é por isso que o blog chama Múltiplas Realidades!
    Mas quanto a agradecer, infelizmente vou continuar fazendo, pois isso me dá um maior barato e acho que estou viciada!
    Obrigada, obrigada, obrigada!!!!
    Bjão!


    Hod:
    Também vi isso, só que minha marca é 10 anos.
    Não estou falando das saidinhas com os amigos...Essas são legais para homens e mulheres, eu estou falando de não querer a companhia de jeito nenhum...
    De não conseguir ser amigo!
    Isso é um desastre!
    E foi por isso que eu escrevi para refletir e esclarecer!
    Aloha!!!!

    ResponderExcluir
  26. Nanda, nesses casos, parece-me que trata-se de uma aversão.. onde um não deseja a companhia do outro!!

    Porque casais que vivem harmoniosamente e em sintonia posuem vida social com outros casais ou e, mesmo sendo um casal asimbiótico saem para:

    Bares, Restaurantes, choperias, cinema, teatro, dancing. Até um um carteado em casa mesmo ou casa de outros casais amigos. Um Luau, um passeio à dois, em cidades do interior, ou litoral, vernisagens, coquetéis, lançamentos de livros com sessão de autografos, saraus,
    Até passeios a shopings só para olhar vitrines, praças, parques...enfim atividade é que não falta....
    Também não estou dizendo que isso tem que ser praticado diariamente, mas com certeza algumas vezes na semana.

    Isso é namorar!!!

    A não ser que ambos anulam-se com alfinetadas, ironias, desconfianças, dúvidas, situações constrangedoras...

    Sem noção!!! A relação não progride...então por que postergar? Só há um solução!!!

    Hod

    ResponderExcluir
  27. Hod:
    É verdade, mas vc está falando de relações saudáveis, eu não acho que são a maioria...Pelo menos no meu universo de trabalho!
    Claro que isso é uma construção e dá trabalho!
    Acredito que mesmo relações adoecidas se tiverem interesse se restaura, por isso meu apelo! Contem o que falta e um mediador pode ajudar!
    Aloha!

    ResponderExcluir
  28. Oi Nanda. Post muito interessante. Eu gosto da companhia de minha esposa, na verdade sinto muito a falta dela quando nao esta por perto. Mas acho que sou um caso fora da curva.

    Como homem acho que vc acertou ao dizer que o homem se sente um ser incompreendido, inferior na presenca das mulheres. Elas costumam sempre diminuir o feito deles, o jeito de pensar, de ser ... O homem é mais simples no pensamento, menos complexo na forma de encarar a vida...

    Gostei do seu comentário no meu blog. Seus comentários sempre acrescentam.
    bjo.

    ResponderExcluir
  29. Leandro:
    Ahá! Que bom vc me dizer isso!
    Pois é isso que eu escuto nas minhas consultas, tanto de homens (reclamando) como mulheres (diminuindo os homens).
    Meu apelo é justamente para poder fazer uma ponte melhor!
    Obrigada! Seus comentários aqui também são muito bons!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  30. Nossa, quantos comentários! Não li todos, então, vou falar o que pensei de primeira, ok?
    Meu namorado é a tal lenda urbana. Sempre prefere a minha companhia a sair só com os amigos, se marca alguma coisa com eles me chama pra ir junto, é diferente mesmo! Eu não reclamo nada, temos uma sintonia gigantesca que às vezes questiono a realidade... ahahhahaha É brincadeira. Não sei explicar, só posso dizer que existe e não é a prima de uma amiga de uma colega do trabalho. heheh beijo!

    ResponderExcluir
  31. não justifico os homens, mas critico as mulheres. Muitas procuram o principe encantado, de uma maneira tão santa, q esquecem q o amigo ao lado q não é tão perfeito, poderia fazela feliz. ja vi casos de amigas procurarem o cara perfeito, mas tinha varios amigos super atenciosos, so querendo uma chande, e recusarem por só verem como um amigo. As mulheres tem q pensar como elas estão escolhendo o parceiros delas, e se elas acham tão ruim isso, pq muitas delas continuam a criar seus filhos como porcos, seres sem emoção e não respeitam as mulheres. Eu adoro a presenç ad aminha namorada e se ela se casar comigo tmb gostarei.

    ResponderExcluir
  32. Denise:
    Que bom, temos uma evidência do mito!
    Vc tem sorte!
    Bjão!


    GrandeR@o:
    Acredito que a ilusão romântica é o inimigo nº1 da felicidade conjugal. E mulher é mestra nisso!
    Que bom, querido espero que possa fazer isso mesmo depois do casamento, mas vou avisando não é fácil, viu? Fique atento!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  33. Poxa Nanda, acho que você tocou num ponto crucial... "na companhia de mulheres o homem, sempre é um ser inferior, que faz tudo errado e mal feito." É assim que acabamos tratando os "nossos" homens?

    Sabe, as vezes projetamos tanta coisa sobre eles, e até mesmo sobre nós, que acabamos nos frustando pq as coisas não saem exatamente como gostaríamos. Aí precisamos desabafar toda essa decepção. Claro que a corda arrebenta do lado mais fraco, então sempre sobra pro nosso companheiro aguentar as pontas...

    Obrigada por nos abrir os olhos!
    Paz e Luz!

    ResponderExcluir
  34. Dani:

    Eu descobri isso ouvindo mulheres e homens. Eles se sentem assim e se vc analisar o discurso feminino sobre homens você verá.
    O companheiro aguenta um pouco, mas sempre o tratar assim é pedir para ele esfriar com a gente, ninguém gosta de ser considerado insuficiente.
    O que quis dizer com o texto é que as mulheres também têm responsabilidade no distanciamento que alguns homens colocam.
    Obrigada por ter vindo!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  35. Entendi! Engraçado como as vezes precisamos de um movimento externo para mudarmos a nossa percepção das coisas, inclusive de nós mesmos...
    Adorei, Nanda! Obrigada!

    Ah! E adorei o blog também! Acho que agora sou seguidora... hehehe

    Beijos!

    ResponderExcluir
  36. Dani:

    Nossa vida é uma eterna dança entre o dentro e o fora daquilo que chamamos eu, então é isso mesmo às vezes precisamos de um estímulo externo para uma mudança interna.
    Por nada!
    Que bom vc ter gostado!
    Aceito sugestões e temas para texto, então fique à vontade para "palpitar"
    Bjão!

    ResponderExcluir
  37. eu e meu marido nos damos muito bem, mas devemos respeitar a individualidade deles. quando estou com minhas amigas nao quero que ele esteja presente pois os nossos assuntos as vezes pode surpreender os nossos maridos. imagino que com eles e a mesma coisa. tem coisas que e melhor a gente nao saber, nao e mesmo?da mesma maneira prefiro que ele nao saiba tudo sobre mim, nao que eu esteja aprontando, mas p/ que ele nao fique espertinho demais, sabendo de minhas"espertesas".

    ResponderExcluir
  38. Anônimo:

    OI querida! Vc não deixou o seu nome, sei que é mulher porque tem marido...
    Bom, Vc viu a situação quando ela tá boa. O casal se dá bem e tem amigos particulares, em equilíbrio. No texto eu estou falando das situação em desequilíbrio. Eu escuto mulheres há 10 anos reclamando de solidão, os maridos sempre preferem outra companhia, é um padrão, e foi para esse grupo de pessoas que escrevi. Mas parece que na net eles não existem ou se escondem... rsrsrs
    Bjão!

    ResponderExcluir
  39. Oi, Nanda!
    Somos assim...
    Cada ser precisa de eu espaço...
    Sentimos-nos solitários qd percebemos q não somos tão importantes.
    Não somos o “tudo” na vida do nosso marido, filhos e amigos.
    Respeitar o espaço do outro nos leva a uma convivência feliz.
    Meninos brincam com meninos e meninas brincam com meninas, tem hora que brincamos juntos, kkk

    ResponderExcluir
  40. Marilene:

    E não somos mesmo não é? Esse negócio de ser tudo só existe em livros e filmes românticos...
    Somos seres solitários, mas isso não é ruim.
    Mas vou lhe dizer, escuto muita gente infeliz que não tem em momento algum a companhia das pessoas da família.
    E isso não é divertido para elas.
    Bjão!

    ResponderExcluir
  41. Nossa eu devo ser uma droga, pq minha namorada prefere tudo menos eu.
    Eu já suspeitei de traição mais não aconteceu ainda.
    As vezes ela fica louca não querendo mais sair de perto(eu adoooro), mais tem vezes que é um luta para ela ficar comigo, fica me rejeitando dizendo que tem muito que fazer.
    É a primeira garota com quem eu fico realmente amarradão.
    Eu deixei de sair, eu parei com um monte de coisas, e desmarco tudo quando ela vai sair comigo.
    Mais muitas vezes eu me arrependo, ela muitas vezes incentiva que eu sai com meus amigos, fazer o que ela não quer sair comigo.
    Acho que não tem jeito cada um tem seu espaço e eu tenho que aprender a ficar no meu ate ela chamar.

    ResponderExcluir
  42. Anônimo:

    Vc não é uma droga!
    Mas está desequilibrando a balança pro seu lado... Ninguém gosta de grude o tempo todo.
    Todos têm um tempo de união e separação e isso não significa desamor.
    Faça outras coisas que vc gosta além de estar na companhia de sua namorada, ela vai retribuir.
    Bjão!

    ResponderExcluir
  43. Eu estava justamente procurando esse tema e vim parar aqui.
    Meu marido não sente interesse nenhum em mim. Acabamos de fazer 1 ano e ele prefere jogar playstation em pleno sábado a noite. Eu tomei banho me perfumei, coloqueiuma roupa atraente passei na frente dele e ele não tirou o olho da tv. Brigamos direto sobre isso, já conversei como eu me sinto e ele diz que tem odireito de se divertir na folga dele. como assim e eu? ficar comigo, conversar, namorar é uma obrigação, diversão prazer é jogar ou assistir futebol. Me sinto profundamente magoada, choro todos os dias e não sei mais o q fazer. Me sinto diminuída, mal amada, sozinha. Ele prefere está na companhia de outras pessoas do q eu. qdo ele me dá atenção é só pra ter relação, depois vira e dorme. qdo me dá atenção é depois de eu brigar muito e sempre de maneira irônica. Estou sofrendo muito, me ajude!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida!!

      Acho que a primeira coisa a lembrar é: vc não é a única a ter esta experiência... Isso significa que não tem nada de errado com vc. Depois é trabalhar para recuperar sua auto estima e autonomia, parece que vc está muito dependente de seu marido. Brigar, cobrar, reclamar, são atitudes que só vão afastar seu companheiro.

      Muitos homens depois de ter uma companheira "garantida" relaxam, isso não quer dizer que ele não goste de vc, mas que o mistério da sedução acabou-se com a convivência diária e a certeza de sua companhia.

      Minha recomendação maior é: faça uma terapia, para resgatar sua autonomia, tenha uma vida própria além do casamento, amigos só seus, por exemplo. E lembre-se de como vc era quando conheceu seu marido. Provavelmente não era uma briguenta, que reclama atenção toda hora.

      Pare de sofrer!! Não deposite todas a fichas numa pessoa só, tenha uma rede de amigos, areje o relacionamento, mas procure um terapeuta, pra discutir estas mudanças, pois elas precisam ser responsáveis e por vc e não uma retaliação ao comportamento de seu marido.

      Boa sorte!!!

      Excluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.