segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Vício e Recompensa





 Descobri:

Quando falamos em vícios estamos falando do sistema de recompensa do cérebro. Aquele que enche suas conexões de hormônios do bem estar (dopamina).Quando este sistema é  hiper estimulado temos um comportamento repetido e intenso, quase sem controle de nossa vontade. É como um motim. O comando passa para outro lugar.

Um viciado é um hiperfocado, e quem manda em seu comportamento é o sistema de recompensa ou o núcleo acumbente. Às vezes parece um zumbi agindo ao comando externo.

Como funciona:

Ao se considerar autor de um comportamento bem sucedido ou interessante o córtex cerebral providencia uma dose do neurotransmissor dopamina para o núcleo acumbente. Quanto mais dopamina recebe mais ativo fica, mais prazer gera. No vício, com substâncias químicas, ele fica dez vezes mais ativo do que seria por meios naturais. Ou seja, o comportamento viciado está ligado a um prazer interno e às vezes excessivo, como no caso das drogas, incluindo aí as lícitas como nicotina, álcool e cafeína.


Namasté!

2 comentários:

  1. Querida Amiga,

    Feliz Dia de Natal.

    Desejo tudo de bom para o novo ano, que 2013 seja de realizações, semeado com paz e alegria.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nanda!! Percebo que algumas pessoas criam maior dependencia de um vício que outras, que mesmo com consumo habitual de bebidas e cigarros, pararam com o vício sem problemas, enquanto outras possem vício extremo. Associo à hereditariedade, pois existe um certo comportamento compulsivo inerente em uma mesma família.
    Feliz ano novo!!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.