domingo, 15 de março de 2009

Tertúlia Virtual - DESEJO




Existe uma estória sobre um rei que encontra um mendigo e lhe pergunta: O que você quer? O mendigo responde, você está perguntando como se fosse capaz de satisfazer o meu desejo! E o rei diz, mas é claro que sou capaz! Então o mendigo fala, meu desejo é simples, encha minha cumbuca de pedinte. O rei fica muito satisfeito com a facilidade do pedido, para ele seria simples encher uma caneca com preciosidades.

Prontamente despejou uma grande quantidade de jóias e a cumbuca ficou abarrotada... Para em segundos desaparecer e o vazio se estabelecer novamente. O rei, atônito, repete o gesto e tudo acontece novamente, e foi assim até todo o reinado ficar à míngua.

O rei, desesperado, perguntou: De que é feita essa cumbuca? E o mendigo responde, é feita do desejo humano.


Meu mestre, Osho, diz " É hora de parar de buscar fora de você aquilo que poderia fazê-lo feliz. Olhe para dentro, volte para casa. O desejo resulta sempre em fracasso, todo ele frustra, quando uma meta é alcançada, você necessita de outro desejo."


Então você se aprisiona, sempre achando que sua alegria de viver,certamente estará no ponto à frente. E desperdiça, na maioria das vezes, a vida de hoje desejando o futuro. A vontade de possuir, nos encarcera. Porque não apreciar o que já temos e apenas receber o que vem pela frente?

Não acredito nessa estória de que para nos movimentarmos e vivermos precisamos nos manter ansiosos, desejosos como se fossemos viciados...
Acredito na força motriz do amor e da alegria. Também nos movemos em abundância, apenas não aprendemos a fazer. Quando desejamos, nos movemos em carência, na falta e isso pode não ser agradável. Podemos viver como imperadores na terra, cheios de alegria e manifestando tudo para uma vida saudável. Acho que precisamos largar o desejo, deixá-lo ir, para então termos tudo.

Namasté.

23 comentários:

  1. Desejo é diferente de querer e apenar ter tudo, embora a sua ilustração lembra-nos que existe quem só deseja ter, e ter...o melhor é não desejar ou então aprender a desejar!
    Bela reflexão

    ResponderExcluir
  2. Dar asas aos desejos, nos tornam pessoas mais humanas, onde falhamos vezes, e acertamos vezes...
    De qualquer forma, não desejar e satisfazer seria o mesmo que não viver e não se dar ao luxo de ser sobrevivente dos mesmos.

    O desejo está em nós, uma vez achados, deixemos ir...

    Amei aqui,

    Bjs e ótimo domingo
    Chris

    ResponderExcluir
  3. maneira diferente e linda de encarar o desejo...namastê... para vc também!

    ResponderExcluir
  4. É verdade: o desejo é apenas um gerador de carências ...

    Abração!

    ResponderExcluir
  5. Discordo. Sem desejos não existem realizações. Elza

    ResponderExcluir
  6. Oi Nanda,

    Acho esse assunto controverso, sou a favor do desejo que me impulsona a fazer boas coisas, que produz uma energia favoravel,

    apreciei muito o comentário que vc fez em meu blog,
    admiro sua sensibilidade!


    beijinhos,

    ResponderExcluir
  7. Bela forma de comecar seu texto sobre desejo. Mas tb prefiro acreditar na mola do Amor, esse eu desejo prá todos.

    ResponderExcluir
  8. Estamos a aproximarmo-nos da filosofia budista que, estranhamente, foi muito pouco focada nesta tertúlia, talvez por ser tão exigente. Mas concordo. Desejar não é possuir. E desejar demais é vício e obsessão.

    ResponderExcluir
  9. Muito boa esta reflexão sobre o DESEJO!
    Parabéns e obrigado por ter participado!

    ResponderExcluir
  10. Os desejos movem a vida, movem o mundo.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  11. Pois é que interessante, mas vejo também o desejo de todo dia acrodarmos bem, com saúde, com felicidade, com a união da família e na família, o desejo da paz em nós, no mundo. E aquele desejo de ter as coisas talvez carnais e materiais, estes são impossíveis de não sentir. O carnal é hormonal, é também a mistura do amor, do prazer. É a busca! Das coisas materiais, que elas venham e venham e venham, não com ambição pura e simplemente, mas com a luta pelo que é melhor. Nascemos não para sofrer, e sim para sermos felizes com tudo que tem de bom e não de ruim, mas para isto precisamos buscar.

    Um beijo e boa semana, CON

    ResponderExcluir
  12. Temos q nos cuidar pra nao ficar desejando mais q podemos usufruir.
    Beijo e uma otima semana

    ResponderExcluir
  13. Gostei de conhecer o seu espaço e suas idéias. Você nos coloca muita coisa para refletir.... Ótima a sua participação!

    Obrigada por sua visita ao meu espaço. Você será sempre bem-vinda!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Bem pragmatico o seu post concordo com ele cem por cento,melhor SER do que TER

    Abç

    ResponderExcluir
  15. que lindo seu texto, amei de paixão... parabens pela bela participação desta blogagem coletiva.... ja estou aguardando a proxima.

    abraços

    ResponderExcluir
  16. Oi, Nanda,

    Amei te conhecer ( lê-se conhecer teu blog rsrsr). Interessante posicionamento frente aos desejos humanos. Bom para refletir, e eu sou sempre muito aberta à isso.

    Fique por perto. Vou te linkar mo meu garimpo."Plena"é teu nick, espero que goste.

    Beijão, querida.

    ResponderExcluir
  17. Excelente parábola sobre o desejo. Espaço e tema que gostei de conhecer.
    Precisamos sempre destes textos

    Boas postagens futuras

    josé

    ResponderExcluir
  18. SÁBIAS PALAVRAS MINHA LINDA...
    O QUE DIZER DEPOIS DELAS?
    MELHOR SENTI-LAS EM SILÊNCIO PARA NOS APODERARMOS DESTA VERDADE...
    NAMASTÉ
    DIANA

    ResponderExcluir
  19. Olá amiga. Interessante o conto, mas tem o seu quê de realismo. É dos tais temas que dá para pensar, assim as pessoas o desejem. Foi um prazer passar pelo seu cantinho, tudo de bom.

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.