sexta-feira, 11 de março de 2011

De Volta para o Futuro



Este filme me lembra que nossa vontade de consertar aquilo que não funciona bem em nossa vida. O rapaz acidentalmente cai numa máquina do tempo e volta à época em que seus pais eram adolescentes.

Tem duas coisas; primeiro que realmente precisamos voltar no tempo para entender nossos pais. É conhecendo suas histórias, é lembrando que eles não nasceram adultos e que foram assustados também, que podemos perdoá-los, ou seja, compreender seus desmandos e loucuras, suas dificuldades e bloqueios. Não precisamos de máquinas do tempo para isso, só um par de ouvidos atentos e interesse.

Segundo; achamos que podemos melhorar nossa própria vida se tivéssemos feito escolhas diferentes lá atrás, mas não acho que seja assim, só melhoramos nossa vida no presente, é nele que podemos, através de nossa perspectiva, mudar a visão que temos de nós mesmos e do que ganhamos e perdemos com nossas escolhas.

Esse filme também parece com um processo terapêutico na medida em que vasculhamos nossas origens em busca de viver melhor. A boa notícia é: Não precisamos de máquinas, podemos fazer tudo isso na mente e como Marty McFlay descobrirmos uma vida muito mais interessante hoje.

Bom Filme!

P.S: Sei que o filme tem por baixo 25 anos, mas o que interessa nessa sessão é o tema, não a novidade. Esse não é um blog de “News”.



Leia também:
A Outra (Bolena girl)
Simplesmente Alice

3 comentários:

  1. Nanda, sou apaixonada por esta série, fanática mesmo, assisti um sem número de vezes. E tem razão que o que conta é o tema, existem grandes filmes clássicos como este que não esgotarão nunca.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    dia destes postei em meu blog sobre o filme Elsa e Fred e acabei citando algo do filme "Curtindo a vida adoidado".
    Recebi um comentário sobre este mesmo post onde a pessoa cita o "De volta para o futuro".
    Me pego pensando: será que estamos sendo saudosistas?
    Ou será que as coisas andam meio estranhas e acabamos por nos apegar às boas coisas do passado, tentando entender o presente e sobreviver no futuro?


    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Vanessa:

    Isso!
    Aqui eu coloco o que tem a ver com crescimento pessoal.
    Bjão!



    Soraia:

    No meu caso não é saudosismo. Mas percebo,também, as pessoas tendo saudade do passado.
    Entender o que veio antes é sempre um bom começo para viver melhor agora. Só não acho legal ficar dizendo que o passado foi melhor. rsrs
    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.