sexta-feira, 22 de abril de 2011

Onze Minutos



Paulo Coelho
São Paulo: Editora Planeta, 2007
253p


Achei interessante a forma como Paulo Coelho abordou o tema sexo. Como eu vi, ele fez uma linha paralela entre a maneira como a maioria aprende e experimenta essa faceta da vida com a trajetória de uma moça que se torna prostituta.

Ele fala dos desencontros emocionais, da falta de conhecimento que temos sobre o que fazer, no sexo e nos encontros amorosos, as decepções, os traumas e medos de experiências futuras, as repetições de padrão, as promessas que fazemos por esperança ou medo.

Mostra como ficamos afetivamente fechados depois de algumas experiências mal sucedidas. E como subutilizamos essa oportunidade de encontro com o outro. Achei interessante o paralelo que ele faz com a conduta sado/masoquista. Fica parecendo que no início de um relacionamento todos nós usamos as táticas de domínio e dominado, dessa brincadeira sexual.

Tive a impressão que a personagem central era muito arrogante, achando que sabia de tudo sobre amor e sexo. Mas essa também se parece com a atitude da maioria, achamos que sabemos mais do que realmente entendemos e arrogantemente nos fechamos ao aprendizado.

O livro é um bom paralelo de uma possível viagem, talvez uma peregrinação, ao mundo do sexo e seu conteúdo mais profundo e sagrado. O que perdemos ao não darmos atenção amorosa a ele e o que ganhamos quando nos abrimos a essa experiência tão intensa.

Achei uma boa analogia! Válida para uma boa reflexão!

Boa leitura!

Leia também:
Mulheres Sexo Verdades Mentiras
Sexo, vida e confusão

2 comentários:

  1. Ainda não li.. é curioso porque quando saiu, tinha ideia de o comprar e, depois.. acabei por não comprar! Estamos sempre a tempo!
    Obrigada pela sugestão!

    ResponderExcluir
  2. MM - Lisboa:

    Legal ter ajudado na decisão de comprar um livro!
    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.