quarta-feira, 27 de julho de 2011

Poesias que li e Gostei


Cezanne Bathers 1890


Descobri que gosto de alguns tipos de poesia, defini como filosóficas, talvez... Mas percebo que tem uns escritos que me dizem coisas e outros não. Resolvi, então colecionar estes poemas parecidos comigo.
O primeiro será um de Adélia Prado, que li numa revista.


Argumento

Tenho três namorados.

Um na Europa que é um boneco de gelo.

outro na cidade vendo futebol no rádio

e o terceiro tocando violão na roça.

Todos mamíferos, sangue vermelho e ossos friáveis.

Um deles cuspiu no chão, o que escolhi para casar.

Mesmo tendo feito o que fez, só ele me perdoará.


Adélia Prado (livro A Duração do Dia, ed. Record)


Achei inteligente a escolha dela, só quem erra pode perdoar. E isso é um requisito importante para o conjuge.

O quadro de Cézanne, eu imaginei que eram os três amantes destacados, mais alguns que ainda poderiam vir...

Bjs!


Para saber mais clique em:

A Duração do Dia
Adélia Prado

Paul Cézanne

2 comentários:

  1. oi,

    seu blog é fofo.

    bela poesia a da Adélia.

    obrigado pela visita.

    bj,

    p.s: te seguindo.

    ResponderExcluir
  2. On the Rocks:

    Obrigada!!!
    É uma poesia filosófica, achei interessante e esperta!
    Também estou seguindo seu blog, vamos trocar ideias musicais no futuro!
    Bjs!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.