quarta-feira, 13 de julho de 2011

A Espera


 A Espera Pinta Flores


O trágico na mulher:
Ter que esperar a iniciativa do outro
O telefonema no dia seguinte,
O convite para sair,
O desejo de transar,
A vontade de casar.
Há séculos as mulheres esperam,
Mas quando tomam a iniciativa,
Cansada de esperar o desejo masculino,
São taxadas de pouco femininas...
é saber esperar,
Mas será que
Ficaremos para sempre
a olhar ansiosas para ver
Nosso desejo refletido
No desejo do outro?

16/11/09
Nanda Botelho

Inspirado num quadro de Nino Ferreira - A Espera Pinta Flores (2007)

Além de talentoso, Nino é um amigo dos melhores, gentil, prestativo, honesto. Pessoa da melhor qualidade que tive a sorte de conhecer. Espero para ele todo o sucesso e alegria que a vida possa lhe dar!

Obrigada pelo seu afeto!

Para conhecer seu trabalho é só clicar em seu nome, abaixo do quadro!


Leia também:
Amor e Estudo

12 comentários:

  1. Nanda,
    gostei das palavras, sabe que hoje mesmo, enquanto executava um trabalho, me levei a pensar algo nessa linda, é como se precisássemos parar de esperar, onde, para nós que estamos aqui do outro lado da telinha, sabemos que essa não é uma tarefa fácil, exatamente pelos injustos "rótulos" que serão atribuídos a nossa imagem. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi!

    Pena que vc esqueceu de colocar seu nome...

    Obrigada!!!
    Sim, mudanças levam tempo para se instalar, e o primeiro passo é falar delas... Estamos parando de esperar! rsrsr
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Nanda,

    Quantas mulheres ficam esperando a atitude de outra pessoa, como se fosse uma bengala?! Não se pode esperar mudanças dos outros, nós que precisamos mudar, se for necessário.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Sissym:

    Sim, a mudança é nossa responsabilidade. Esperar faz parte da brincadeira, mas sempre depois de algum movimento. Esperar que o movimento seja feito por outra pessoa é esperança vã.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Muito bonito o poema. Doce com um sutil toque de pimenta.

    Ao meu ver as coisas andam mudadas. Felizmente a idéia de que uma mulher só se sentirá realizada casando e ou sendo mãe está cada dia mais desacreditada. Conheço mulheres que sequer sabem o que é esperar. Essas geralmente são despretenciosas emocionalmente, decididas, independentes, bem sucedidas e equilibradas. Eu prefiro ter contato com mulheres assim. É quando eu me pergunto: "Chico Buarque em muitas de suas letras, está sendo irônico ou escroto?". Quanto ao quadro é muito bonito e expressivo. O Nino, que como você disse é um cara da melhor qualidade, soube realmente materializar na tela a sensação de angústia e insegurança que acompanham esse tipo de espera.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  6. Anderson:

    Obrigada!!!!!
    Nossa! Que comentário fantástico!!!!
    Fico feliz de saber que vc conhece mulheres assim! E que já é homem o suficiente para apreciá-las. Acredito que só homens já maduros afetivamente são capazes disso. Mas isso não me surpreende em vc! rsrs
    Quanto ao Chico, acho que ele descrevia uma mulher dos anos 60 ainda com a alma em conflito, mas mesmo assim em "Deixa a menina" ele já canta para o homem saber que não pode mais controlar a mulher.
    Gosto muito dos quadros de Nino, e também acho que ele colocou bem o sentimento nos olhos da moça.
    Espero que volte mais vezes para abrilhantar o Múltiplas!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  7. Nanda! Obrigado por ninar minha cria tão bem. Seu lugar no meu coração está sempre cheio de flores e incenso....e quando entro tiro sempre os sapatos. Seu texto abriu um tema muito presente no universo feminino. Só "vitaminando" mais ainda suas palavras (rssss!), as flores na beira da cama ela se quer ganhou...elas as pintou para criar a ilusão da qual é refém dessa espera.
    Anderson, vc Tb faz partes das pessoas com selo de qualidade e autenticidade, porem com uma grande vantagem sobre mim: vc e Antônio sabem jogar xadrez . Rsssss
    Concordo 100% com vc sobre as mulheres que esperam.

    ResponderExcluir
  8. Nino:

    Foi um prazer!!! E vem mais por aí! Acho que tem mais dois quadros seus com poesias incluídas! rsrs
    Agora entendi o nome do quadro... rsrsr Quem pinta as flores é a própria "esperante", como um consolo, não é? A gente às vezes precisa se enganar um pouco para suportar algumas dores da vida.
    Mas quem sabe se um de nós três (eu, vc ou Anderson) não liga para ela é dá um plá! rsrs Choques de verdades são bons como banho frio, para despertar!
    Bjão!

    Ps. Eu tenho tripla sorte então conheço vc, Anderson e Antônio! E eu também não sei jogar xadrez, não o jogo de tabuleiro, mas uso a metáfora para jogar na vida.

    ResponderExcluir
  9. Rsss! Pois vamos fazer assim vc joga a água fria e eu levo o eletrochoque, numa dessas ela acorda rssss!

    ResponderExcluir
  10. Nino:

    Ou morre de vez, né? kkkk
    Xero!

    ResponderExcluir
  11. Oi Nanda, e todos os outros também, porque acompanhei cada comentário como se fizesse parte deles.
    Poemas, só hoje abro essa aba e mesmo gostando dos outros, esse me chama a atenção quanto a simplicidade realista no pensamento e a imagem expressiva.
    Bem, eu nasci em meio as mudanças e venho aprendendo por vezes a ter minhas próprias experiências sem ter que carregar sempre o "peso social", não se trata de algo fácil. Apesar da timidez e um aparente jeito sereno, sou adepta da atitude racional e equilibrada, eu ligo, eu falo, eu peço.... mas também aprendi a aguardar quando acho conveniente ou apropriado.
    Porém, o poema me atraiu outro pensamento Nanda. O de que por vezes usar as regras ocultas que a sociedade impõe para a ala feminina, seja talvez para algumas mulheres, mais fácil ou confortável. Se pensarmos quantas mulheres nos dias atuais não telefonam ou procuram de alguma forma, por conta da insegurança e medo de não obter a resposta esperada? Ação feita há anos pelos homens.

    Beijo.
    Lays Anorina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem razão, este protocolo tem lá suas vantagens... Mas o aprisionamento e a ideia de que mulheres tem que ser apáticas para terem valor, não é favorável.

      Já a dança que vc descreveu é mais saudável, vc dá um passo e espera o resultado, para poder saber o que fará depois, isso é liberdade, vc escolhe o que quer fazer e não fica a mercê de uma regra ultrapassada.

      Xero, e volte muitas vezes!!!

      Excluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.