segunda-feira, 11 de maio de 2009

Feitiço do Tempo

» Direção: Harold Ramis
» Roteiro: Danny Rubin
» Gênero: Comédia/Fantasia/Romance
» Origem: Estados Unidos
» Duração: 101 minutos
» Tipo: Longa

Este é um filme que retrata a roda das encarnações com muita comicidade. É possível compreender, através dele, como nos prendemos à uma situação e vivemos encurralados nela por muito tempo, ou muitas existências.

Para quem não acredita em reencarnação, pode usá-lo como referência à essa existência mesmo, quantas vezes não ficamos numa situação por anos? E voltamos a ela de vez em quando?

O personagem central está preso em si mesmo e com isso termina atraindo para si vária situações as quais ele não queira viver, mas de tanto repeti-las, ele termina aprendendo, a experimentá-la de uma maneira mais sábia.

Não é um filme novo, mas para quem não assistiu vale a pena, e para quem já assistiu é bom repetir, agora nessa perspectiva reencarnacionista. Essa lição, às vezes, demoramos a aprender!

SINOPSE

Bom Filme!

11 comentários:

  1. Já o tinha visto na televisão portuguesa há uns tempos largos. Lembro-me que gostei.

    ResponderExcluir
  2. Por acaso nunca tinha ouvido falar nele, mas deve ser interessante vê-lo, até fiquei com vontade de o ver, agradeço pela dica.

    ResponderExcluir
  3. Tmb vi Nanda...e gostei da historia...


    bjao

    ResponderExcluir
  4. Oi Nanda.
    Interessante o tema! Vou alugar para ver.

    Adorei seu comentário no meu post "Money". Concordo plenamente que o cerne da forma como consumimos e nos relacionamos com o dinheiro está na necessidade "de nos sentirmos importantes à vista dos outros".

    Sobre o índice de felicidade (FIB) tenho minhas dúvidas, pois é uma maneira lógica de tentar medir o subjetivo.

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Adorei o seu blog Nanda!! A Tertúlia nos proporciona essa maravilha que é encontrar pessoas bacanas como vc!! Li o seu perfil e fiquei impressionada com a sua formação... Nunca fiz faculdade, mas, adoraria ter feito psicologia! Isso tudo me encanta!!
    Adorei te conhecer!!
    Vou voltar mais vezes por aqui... Com certeza!!!

    Xêros no coração
    Raquel

    ResponderExcluir
  6. Ahhh!! Rssss falei tanto que esqueci de dizer que adorei a dica! Vou assistir o filme com certeza!!
    Valeu!!

    Xêro
    Raquel

    ResponderExcluir
  7. Oi Nanda!!

    Obrigada por retribuir a visita no "Cinema Paradiso"...

    Eu gosto desse gênero de filmes que você postou aqui, vou procurar vê-los...

    Filmes que nos fazem refletir, valem à pena serem vistos...

    Beijão!!

    ResponderExcluir
  8. Muito legal, o Dia da Marmota é considerado um classico, embora não tenha tido a atenção devida na época, junto com o Feitiço da Lua, é um dos filmes que eu não me canso de olhar

    ResponderExcluir
  9. É um dos meus filmes preferidos.

    A forma como aborda o tema é fantástico; apesar de ter certa leveza cômica, mostra a história de uma pessoa amargurada e insatisfeita com sua vida.

    Assisti várias vezes quando era adolescente e de vez em quando ainda pego na locadora para dar uma relembrada.

    Muito bom, mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Relsi:
    Sabe que eu também? Adoro esses dois filmes, em ambos eu sei algumas falas decoradas!
    Bjão!


    Marumaki:
    Eu também acho. Mostra como a amargura pode se transformar em alegria e sabedoria, como aproveitar a vida!
    Eu tenho ele em casa, e de vez em quando assisto!
    Bjão!


    OBS.: Só comecei a responder os comentários no Múltiplas em 08/07/09, portanto as pessoas que comentaram antes foram respondidas em seus próprios blogs.

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.