quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Amor Próprio




No dia 23 de Agosto eu fiz uma pergunta no Twitter relacionada ao texto que havia publicado no dia anterior (Será que nos amamos?). Perguntei o significado de amor próprio, consideração de si, auto-estima. Obtive algumas respostas muito interessantes e achei que podia fazer uma colagem com os conceitos de todos para formar uma idéia maior. Então vamos lá! (os tuites das pessoas estão abaixo do texto)

Primeiro apresento as pessoas que colaboraram: @livroDPedroII , @AlexMell1, @missionpaz , @MarquesKs , @Giil_xD , @solangemaria1 , @annaruthh , @Rosanacristina , @carla_accioly , @_mulherde40 , @svillatorre , @Herege . Obrigada a todos!!!


O amor próprio é um fluxo de troca, ele acontece por dentro e flui para os outros, é necessário existir movimento; ele também aparece como aceitação e amizade consigo mesmo, não sendo cruel e aceitando suas próprias limitações e diferenças. É um ensinamento antigo, pois foi proferido por Jesus “ama a ti”. De maneira nenhuma isola, pois mesmo sabendo que somos a pessoa mais importante para nós, não construímos muralhas e sim compartilhar com todos, ampliando o sentimento e distribuindo-os com quem cerca a gente.

Este amor nos dá importância, eu respeito a mim e por conseqüência respeito os outros. E nos ajuda a resistir, pois sem ele teríamos dificuldade de sobreviver, lutar por a gente. Ajuda-nos a respeitar o que sentimos e observar nossas virtudes e valores, com isso fica mais fácil nos sentirmos adequados, apropriados para a vida e nos colocamos em alto conceito, sabendo-nos únicos, buscando ser a melhor versão de nós mesmos o que dá segurança de si, nos deixando independentes da opinião dos outros para nos sentirmos bem e termos segurança do que fazemos e mostramos. Então ficamos corajosos e nos apoiamos, pois gostamos de ficar em nossa própria companhia, sem ter medo doa demônios que ainda habitam em nossas trevas. Porque sabemos nos proteger, não deixamos invadir nossos espaços sagrados, nem nos destruir.

Por fim nos valorizamos, damos importância aos nossos sentimentos e problemas e não nos inferiorizamos em comparações. Priorizamos-nos, nos colocamos num grau de importância saudável. E nisso tudo terminamos nos conhecendo melhor, reconhecendo limites e potencialidades de forma justa. Gerando assim uma pessoa mais saudável para a gente e para viver em comunidade. Alguém que ama a si tem o coração generoso e não machuca os outros nem destrói seu ambiente.
Parabéns a todos!!! E agora mãos à obra, vamos realizar esse conceito de amor e gerar uma vida mais rica e satisfatória!!

Namasté! (O deus que habita em mim saúda cada deus que habita em vocês!)

Leia também:
Há saúde na dependência?
Coragem de ser você
Ser normal ou ser feliz?


Abaixo os tuites dos meus amigos:

O amor próprio como um fluxo de troca. RT @livroDPedroII: só me amo quando estou a amar alguém.

Amar a si como aceitação e amizade. RT @AlexMell1: Significa não ser cruel consigo mesmo e aceitar suas limitações e diferenças.

Um ensinamento antigo. RT @missionpaz: "Amai ao próximo como a ti mesmo!"C esses ensinamentos Jesus alertou:ama a ti p poder amar ao outro.

Amor próprio ñ isola. RT @MarquesKs: A pessoa mais importante do mundo é vc S/A. Mas isso não pode te fazer muralha

Amor próprio compartilhado. RT @Giil_xD: quando a pessoa se ama, é q ela pode ampliar este sentimento,distribuindo-o c aquelas q a cercam..

Amar a si como nos dar importância. RT @solangemaria1: auto estima é respeito por mim e pelo próximo! Eu acho que é primordial!!


Amor próprio como capacidade de resistir. RT @annaruthh: Acredito que auto-estima é uma necessidade humana com valor de sobrevivência.

Amor próprio como amizade a si. RT @Rosanacristina: Aceitar minha limitações , defeitos,virtudes, respeitar o que sinto..

Amor próprio como sentimento de adequação. RT @annaruthh: Auto-estima ainda é sentir-nos apropriados para a vida .

Amor próprio como alto conceito sobre si. RT @carla_accioly: Saber-me única,cm identidade firmada,buscar ser a melhor versão d mim mesma,...

Amor próprio como segurança em si. RT @_mulherde40: ñ precisar da opinião dos outros p se sentir bem.Ter segurança do q faz e do q mostra.

Amor próprio como coragem e apoio em si. RT @_mulherde40: gostar de ficar em sua própria companhia,sem ter medo de seus próprios demônios.

Amor próprio como saber se proteger. RT @_mulherde40: ñ deixar q os outros invadam espaços sagrados dentro da gente e destruam-nos.

Amor próprio como auto valorização. RT @_mulherde40: Valorizar os nossos sentimentos,e ñ achar q nossos prob são irrelevantes comparados a.

Amor próprio como se priorizar. RT @svillatorre respondendo a pergunta de manhã,hehe ... significado: 1º eu , resto é conseqüência

Amor próprio como auto conhecimento. RT @Herege Mais q o respeito por nós, passa pelo se conhecer,reconhecer limites e potencialidades

17 comentários:

  1. Nanda, eu acho que sempre me amei, porque sempre me aceitei e acreditei em mim. Mas, eu fui dominada anos e anos por um tirano, não era falta de amor proprio, primeiro não reconhecia o assédio, depois, estava nas maos dele. E por fim,... deu no que deu! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Sissym:

    Seu caso é difícil mesmo... Mas que bom vc ter saído!!! Agora é se recuperar e tocar a vida, restaurando seu amor próprio.
    Bjão!

    ResponderExcluir
  3. Amor é um sentimento puro de doação. Não tem intensidade e nem cobra retorno. Se por algum motivo nos arrependemos de ter amado. Não foi amor, foi qualquer outra coisa.

    Parabéns pelo texto.

    MarquesK

    Só o Rock Alivia

    ResponderExcluir
  4. Olá, nanda

    O grande dilema do amor-próprio é a pessoa se aceitar independente da opinião do outro, a grande questão é que a maioria que ser aceito por pessoas as quais admira: um chefe,um amigo ,um parente, isso não é o problema, é compreensível. O x da questão é se anular, criar um personagem para se enquadrar ao gosto do outro isso é triste é negar a própria alma..

    beijos no coração

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Nanda,

    pensando sobre o tema, me ocorreu que se não vivenciamos o amar/amor para alguns ficaria um tanto delicado perceber se tem amor próprio.

    Xero! :)

    ResponderExcluir
  7. MarquesK:

    Concordo!
    Obrigada!!!
    Bjão!



    Rô:

    Podemos aprender a ser aceitos com nossas particularidades, essa precisa ser nossa meta.
    Saber que podemos agradar sendo nós mesmos!
    Bjão!



    Arierom:

    Nascemos tendo amor próprio, quando valorizamos todas as coisas que fazemos e damos muita atenção à nossas necessidades... Acho que a convivência com pessoas "civilizadas" nos retiram daí. Então o processo de volta pode realmente se dá pela comparação com o amar o outro.
    Bjão!

    ResponderExcluir
  8. Adorei o post!
    Pena que não consigo fazer muito do que digo... é fácil falar...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. QUANDO REALMENTE NÓS APAIXOMANOS POR NÓS E VIDA FICA MUITO MAIS BELA.
    ESTE BIJO QUE DAMOS EM NÓS MESMO NOS MOSTRA O GRANDE CARINHO QUE DEVEMOS TER PELA NOSSA PESSOA.
    NOS ABRAÇAR DIARIAMENTE E FALAR DENTRO DE NOSSOS OLHOS: -EU ME AMO.
    EU ME ADMIRO..
    NÃO EXISTE NADA QUE PAGUE ESTA ACONCHEGO CONOSCO MESMO.
    OLHAR PARA DENTRO DE NÓS É VER A NOSSA ALMA BELA E FELIZ. RADIANTE PELO CARINHO QUE PRESTAMOS AO NOSSO SER.
    DEVEMOS TER UM GRANDE AMOR CONOSCO MESMO.
    DEIXAR REFLETIR NO ESPELHO, NA LUZ, NA VIDRAÇA, NA VIDA ESTA BELA IMAGEM DE NÓS MEMOS.
    tEMOS QUE NOS RESPEITAR, NOS ACEITAR ASSIM COMO SOMOS...SABER SOBREVIVER, ENFRENTAR OS DESAFIOS QUE NOS SÃO PROPOSTOS, NOS ADMIRARMOS PELAS PESSOAS LINDAS E BELAS QUE SOMOS.
    SABER RESPEITAR OS NOSSOS PRÓPRIOS SENTIMENTOS. POIS ANTES DE TUDO SOMOS GENTE, SOMOS SERES DIGNOS DE VIVER UM GRANDE AMOR. TER UMA RELAÇÃO MUITO PESSOAL CONOSCO MESMO.
    SEM MEDO..SEM PRECONCEITOS.
    NÃO PODEMOS PENSAR SÓ NO OUTRO. MUITAS VEZES ELES NOS COLOCAM EM ULTIMOS PLANOS, ENQUANTO NÓS OS COLOCAMOS EM PRIMEIROS EM NOSSAS VIDAS.
    AME MAIS A SI MESMO.
    DIZER CONSTANTEMENTE: - EU ME AMO E SOU FELIZ DO MEU JEITO DE SER...
    ASSIM ESTAREMOS NOS CONHECENDO E IMPONDO RESPEITO. NINGUÉM TERÁ A CORAGEM DE NOS MACHUCAR. E SIM, DE NÓS FAZER FELIZ.
    E SE NÃO CONSEGUI, PELO MENOS NÃO DAREMOS A OPORTUNIDADE DELES NOS MACHUCAREM.

    CARINHOSAMENTE SANDRA.
    ACABEI ME INSPIRANDO COM O SEU TEXTO AMIGA.
    AGORA VOU LEVAR E POSTAR NO POETAS.

    O TEXTO QUE VC ME ENVIOU ESTÁ LÁ NO BLOG SINAL DE LIBERDADE. PASSE LÁ E CONFIRA.
    DEPOS TE MANDO O LINK.
    SANDRA

    ResponderExcluir
  10. Mulher de 40:

    Que bom!!!
    Quanto a exercitar, não é fácil para ninguém! Mas pode ser muito divertido ficar tentando e com certeza bastante proveitoso!
    Bjão!



    Sandra:

    Eita!!!
    Que legal!
    Fiquei feliz de poder inspirar dessa forma!
    Meu desejo é esse; inspirar pessoas!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  11. amar quem de mim não gosta me faz bem
    talvez lhes faça bem um dia também

    ResponderExcluir
  12. Pedrinho:

    Há um mal entendido aqui...
    Não sei se meu ou seu...
    Quando falo de amor próprio não estou excluindo o amor que sentimos pelos outros, inclusive a possibilidade de ter compaixão até por quem não gosta da gente.
    Então meu conselho não é não amar o outro e sim também amar a si mesmo.
    Se você já consegue ter o benefício de amar sem olhar a quem, então parabéns!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Amor Próprio, é isso que vc nos ensina. Sair do seu MUNDO e entrar no MUNDO das pessoas.Partilhar experiencias,sentimentos,escutar pessoas,se DISPOR pr@s OUTR@S,ao invés de se DESPIR(tirar roupas)devemos nos DISPOR( colocarmo-nos à disposição das pessoas )sem PRECONCEITOS,eis aí o GRANDE BARATO! É isso aí,Nanda. Começo a te admirar, sempre que puder,darei uma passadinha por aqui. Voce faz o MUNDO FICAR MELHOR !

    soniasonhadora@hotmail.com

    ResponderExcluir
  15. Sônia:

    Engraçado como o amor próprio não precisa excluir o outro não é?
    Quando nos amamos podemos demonstrar melhor os sentimentos pelos outros!
    Obrigada!!!
    Espero que volte sempre e contribua para o espaço de debates!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  16. Não entendi de maneira prática, alias estou começando a acreditar que o amor propio não existe! O que existe é um narcisismo disfarçado, narcisismo o qual ninguém pode alcançar a partir do momento em que realmente não gosta de quem é!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andrei,

      Amar a si é ser mais amistoso consigo mesmo, ser amoroso em suas avaliações de si, cuidar-se quando precisa, fazer o que fazemos por um amigo querido quando ele precisa da gente, só que conosco. Não precisa ser narcísico, como uma exacerbação de nossas características, físicas ou morais, mas uma gentileza voltada pra si mesmo.

      Excluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.