sexta-feira, 6 de maio de 2011

Antes de Tudo, Somos Espíritos



Robert Schwartz
Tradução: Martha Malvezzi Leal
São Paulo: Ediouro, 2008



O subtítulo do livro é explicativo do seu tema: “como são planejados os desafios de nossa vida antes do nascimento”. Sim, é isso mesmo, a ideia é que antes de encanarmos nós escolhemos as experiências pelas quais vamos passar na dimensão terrena. Não acredita?!!

O autor não pede que acreditemos, ele sugere que “considere a possibilidade”, “Só precisa se perguntar: E se for verdade?” Gosto disso, é a mudança de perspectiva que interessa. Preocupamo-nos demais com verdades, queremos provar tudo cientificamente, mas o que é a prova científica? A repetição de uma mesma situação um número tal de vezes que nos deixa tranquilos, pois achamos que controlamos este fenômeno. Então... isso leva àquilo... Ah! Agora posso dormir sossegado! Mas nenhuma prova científica tira de nós o fato de que estamos sobre uma bola gigante, em referência a nós mesmos, solta num vácuo (aparente), que nascemos e morremos sem saber por que exatamente...

Então... Será que realmente importa tanto sabermos “a” verdade? Será que existe uma? Ou escolhemos dentre muitas possibilidades aquela que mais nos faz viver melhor? Pode ser a verdade da ciência e pode ser a verdade de que planejamos os acontecimentos de nossa vida antes de nascermos.

Eu gosto da idéia, ela me faz ver meus obstáculos com outros olhos e melhora minha vida. Se eu acho que é verdade?... Não me importa mais; eu não busco mais “a” verdade, eu a vivo.

E essa possibilidade me ajuda a ver melhor os desafios que enfrento com responsabilidade e tirando o melhor daquela situação. Para mim isso é o que vale.

O livro aborda através de histórias verdadeiras, os desafios de doenças físicas, deficiências, dependência de drogas, morte de ente querido e acidentes... A pesquisa é feita através de entrevistas com médiuns canalizadores de consciência elevadas, os amparadores. São eles que contam essas reuniões de planejamentos.

Uma coisa legal que ele reforça é: “Nós escolhemos nossos pais” (e eles nos escolhem). Com isso aquela famosa frase “Eu não pedi para nascer” é totalmente descartada, nós pedimos, às vezes exigimos e através daquela determinada dupla de pais. Não é ótimo saber disso???

Boa leitura!!!


Leia também:
Terapia de Vidas Passadas
Feitiço do Tempo

5 comentários:

  1. A verdade é o Todo , o que cada um chama de verdade são apenas fragmentos ou reflexos .... (essa é do meu professor de Filosofia) ;)

    ResponderExcluir
  2. Andrezinho:

    O meu mestre dizia que a verdade não é "dizível", pois o todo abarca tudo e nossas palavras são parciais.
    Então o que sobra para a gente é relatar fragmentos, como disse seu professor.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. O que seria da vida se não houvessem os mistérios da natureza ? E o mais bacana disso tudo que a busca dessa(s) verdade(s) é feita de uma forma apenas .. vivendo, sentindo-nos vivo, não existe outra maneira de aprender ou descobrir alguma coisa sem vivenciar essa busca em nosso íntimo ...

    Já venho acompanhando seu blog e repassando os posts, tenho curtido bastante ... Parabens !!!!

    ResponderExcluir
  4. Andrezinho:

    Concordo!
    Citarei meu mestre novamente: "A vida é um mistério a ser vivido e não um problema a ser resolvido"
    Obrigada por acompanhar meus escritos!
    Dê notícias sempre, é sempre bom ter acréscimos ao conhecimento.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Legal. Obrigado pela resenha. Estou pensando em adquirir este aí.

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.