domingo, 13 de setembro de 2009

ANSIEDADE ESTRESSE DEPRESSÃO


Já notaram que ultimamente ninguém mais fica com medo, cansado e triste? Ninguém se preocupa, fica tenso ou se aborrece? Todo mundo está ansioso, estressado ou deprimido... Nós precisamos ser específicos quanto aos nossos sentimento e sensações. Nos conhecemos mal e usamos chavões psicológicos para nos descrever. Venho ultimamente, no consultório, debatendo esse fenômeno. 

Quando alguém diz sou ansioso eu vou tentar saber exatamente o que significa isso, porque na maioria das vezes a própria pessoa não sabe. Ora! Ansioso é ansioso! É algo que incomoda! Principalmente aos outros que vivem dizendo isso sobre mim!!

Ansiedade é medo, um medo irracional, criado em sua imaginação, como, por exemplo, achar que não vai conseguir pagar as contas, mesmo com um salário de tamanho suficiente para isso. Na minha opinião, a ansiedade prolongada gera o tal do Estresse, que é uma fadiga mental e física, cansaço por excesso de preocupação e medo do futuro, de um futuro negro, diga-se de passagem, criado em seu rico mundo imaginário. E o estresse prolongado, nos deixa tristes, sem energia, apáticos, desanimados. O que com o tempo e com a falta de cuidados, pode se transformar em doença: A depressão. Que pode ser a mãe de outros transtornos com: Transtorno bipolar, síndrome do pânico, fobias, transtorno obsessivo compulsivo. E em casos mais graves até esquizofrenia, pois acredito que uma pessoa que chegou aí já passou por todas os outros mal estares.

Portanto acredito que precisamos aprender a dar nomes certos aos nossos sentimentos, pois só através do auto conhecimento podemos nos proteger de doenças emocionais e ter um maior controle sobre nossa reação ao que acontece na vida. Sabendo tratar melhor com nossos desafios do dia a dia.

Minha sugestão: Identifique, especifique, dê o nome certo à sensação, conheça-se, deixe a preguiça de lado, é mais fácil dizer eu estou ansioso do que investigar que tipo de sentimento está tendo. Mas nem sempre o caminho mais curto é o melhor.

18 comentários:

  1. Que lindo e bem explicadinho conselho.Vale muito isso!beijos, lindo domingo, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Precisas suas explicacoes!

    Bsssssssssssssss FE

    ResponderExcluir
  3. Você já respondeu: "Nos conhecemos mal e usamos chavões psicológicos para nos descrever". A verdade é que todo mundo é educado dessa forma. Maquia-se todos os problemas e vai levando a vida "du jeito qui deus qué". É uma lástima. Abraços

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus... acabei de me diagnosticar: ansioso e estressado!!! Tô perdido!

    Ainda bem que na vida da gente existem momentos como esse - de leitura agradável, insrutiva e relaxante - e espaços virtuais, como o que encontrei criando meu blog, para aliviar um pouco essas pressões típicas desse mundo louco que a gente vive!!!

    Um abraço a todos e bom domingo!
    Apolinário Jr.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Nanda

    Realmente é dificil alguém olhar para o fundo da alma e conhecer a si mesmo.O grande filósofo Sócrates dizia: Conheça-te a ti mesmo.
    Poucas são as pessoas que fazem uma auto-avaliação de como são realmente,e de e seus reais sentimentos.

    beijos no corações!!

    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  6. olá,Nanda

    Acabei de dar uma olhada obrigada!
    depois ,divulgo no meu blog.
    Agradeço muito a vc pela oportunidade de conhecê-lá.A vida é uma troca e é uma pena que ainda não a conheço ,pessoalmente, aprendi muito c/ vc. Sei que é uma pessoa doce,generosa e já foi um tanto agressiva como boa ariana que é.. depois, pôde me dá sei e-mail?

    ResponderExcluir
  7. Nanda, eu também sofro com esse problema de descobrir os meus sentimentos no momento, mas sempre tento dar o melhor de mim.

    Como dizem no Budismo, tudo é impermanente: temos momentos mentais ruins, como temos momentos mentais mais leves e bons. Acho que precisamos mesmo é apenas deixar seguir. Se estamos mal no momento, só precisamos da paciência necessária para que tudo passe e volte a predominar bons momentos mentais em nós.

    Um beijão e uma boa tarde de domingão!

    ResponderExcluir
  8. Alôha querida e amável Nanda!!

    A poucos dias comemorávamos antecipadamente o ingresso no mercado de trabalho de uma jovem advogada que vou chamar de "A". Entre amigos e conhecidos falávamos sobre a semântica das palavras e como alguns ditos populares foram mudando o significado, quando saltei para emoções e sentimentos.
    Percebi que "A" estava irritada com o rumo da conversa.
    Dizia ela que Paulo era um idiota rídiculo e patético!! Perguntei por que? Foi quando ela nos brindou com a seguinte pérola. Tsc..tsc. Ele vive rindo. Acho que quando era criança viu multo desenho do pateta!!!! Paulo não se conteve e soltou uma gargalhada. Doroti mãe da moça e namorada de Paulo, aparentemente constrangida balançava negativamente a cabeça. Eu não acreditava no que acabara de ouvir. Vi uma luz no fim do túnel e sim, era um trem vindo em sentido contrário.
    Ainda bem que tudo na vida é passageiro menos o motorista e o cobrador!!!!

    alôha com mutias bençãos querida e amável Nanda!!!

    forte abraço,

    Hod.

    P.S.:Obrigado por citar o Olhar de Carpe Diem para o Séxulo XXI no Baú.

    ResponderExcluir
  9. Nanda, amiga!! Tudo bem?

    Este post veio muito à calhar!! Ando cansada!...

    Mas espero que seja apenas físico e que logo passe... O que eu preciso é de tempo para dormir!! rsrs...

    Muito obrigada por atender a minha sugestão para seus posts... E não se preocupe em me citar porque o que eu quero mesmo é aprender...

    E adorei a cor lilás do seu template... eu gosto muito dessa cor também...

    Beijos no coração, tenha uma maravilhosa semana!

    ResponderExcluir
  10. Nanda,
    Eu tenho depressão. Eu sei que é depressão pq sinto uma tristeza infinita dentro de mim...
    E sei que tb sou mto ansiosa. Mas não tomo remédio, por acreditar que consigo controlar sozinha...
    Ainda tenho carga para isso...
    Mas até quando?

    Saudades de suas palavras!
    Leia o q escrevi no Vidas Linha!
    Quem sabe entenda o q estou falando?

    Boa semana para vc com mta luz!

    bjão

    ResponderExcluir
  11. "Tô sentido uma coisa aqui uma sensação estranha. É muito difícil descrever.." - Deve ser gases, não a por que preocupar-se. Diz alguém próximo.

    "Vou lhe passar esse medicamentos para controlar sua ansiedade. Saiba que tudo que você sente é proveniente da sua cabeça. Sendo assim, vai depender muito da sua forma de vontade, para supera isso." Diz um médico.

    Em 1935, em Akron, Ohio, o encontro de um corretor da Bolsa de Valores de Nova Iorque, Bill W. e o Dr. Bob, um cirurgião, ambos sofrendo de alcoolismo, perceberam que conversar com uma pessoa que sabe exatamente o que se passa com você, por encontrar-se na mesma situação. Nascia o AA (Alcoílicos Anônimos)

    Sei que não tão simples assim, mas se os profissionais de saúde passassem em algum momento das suas vidas por experiências iguais as dos seus pacientes, seria muito mais fácil essa relação cheia de controvérsia, paciente x médicos.

    Tenta entender com clareza o se passa coma agente não é nada fácil, mas deve ser uma meta a ser atingida. Sabendo o que realmente sente, fará muita diferença na hora de tentar resolve-lo.

    Um grande abraço e parabéns pelo seu artigo,

    Erivan Cerqueira
    http://raiai.com.br

    ResponderExcluir
  12. Infelizmente em um país com deficiência em educação,é a TV o veículo que mais pode fazer para informar.E é aí que mora o perigo.Ouvimos das novelas,das celebridades estes termos colocados de maneira errada..
    Só quem estudou muito sabe dar uma explicação correta de algo complicado de entender ,com tão boa didática.

    ResponderExcluir
  13. Chica:
    Obrigada!
    Tudo de bom para vc também!
    Bjão!


    Fernanda:
    Parece que sou boa em objetividade, hein?
    Bjão!


    David Eme:
    Também acho que é uma questão de educação.Então podemos nos reeducar para algo melhor!
    Bjão!


    Apolinário:
    Acho que vc encontrou um bom modo de deixar leve a tensão, bom humor e instrução!
    Bjão!


    RÔ Castro:
    Não nos estimulam a começar, mas uma vez iniciada a aventura, torna-se cada vez mais fácil e divertida!
    VC está falando do convite que fiz, não é? Fique à vontade!
    Obrigada! É muito bom receber elogios, vc também é muito doce e gentil, eu só venho retribuindo o que recebo de vc!
    Mando o e-mail pelo twitter.
    Bjão!


    Alan:
    Vc sempre me surpreende!!!
    Na sua idade citar o mais complexo dos conceitos budistas...
    Não se preocupe, vc está num bom caminho para sua auto descoberta!
    Bjão!


    Hod:
    Juventude é assim, mas espero que essa moça com o tempo descubra que alegria não significa idiotice!
    Eu é que agradeço vc estar sempe por aqui!
    Bjão!


    Regina:
    Ótimo! Vc já esta exercitando se descrever!
    Mas cuidado se seu corpo pede sono dê isso a ele, não devemos brincar com quem sabe mais!
    Claro que vou lhe citar, devemos sempre reverenciar quem nos inspira.
    Obrigada!
    Bjão!


    Mylla:
    Se vc tem depressão está doente e precisa se tratar, recomendo um psiquiatra e sim, remédios, pois depressão dependendo do grau só vai embora mesmo com um tratamento completo. Fazer paliativos só a torna crônica, não brinque com isso! Por favor!
    Vou dar uma lida sim!
    Bjão!


    Erivan:
    Concordo com vc, os médicos são educados para acharem que estão acima da doença e esquecem de como ficamos frágeis quando adoecemos, pecam por não escutar e fazer parceria com o "paciente".
    Conversar de uma maneira estruturada e reflexiva nos faz rearrumar as ideias e sentimentos e ajuda na cura inclusive de afecções físicas.
    Vc disse tudo!
    Obrigada!!
    Bjão!


    Suzana:
    Queremos o mais rápido, e às vezes pecamos por redução exagerada!
    Empobrecemos o leque de emoções humanas, mas podemos recuperar isso!
    Obrigada!Eu gosto muito desse assunto, então leio tudo que cai em minha mão!E é um desejo meu explicar tudo bem facinho para todos poderem usar!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  14. Eu preocupo a mim mesmo, costumo lidar com meu cotidiano com certa ansiedade, na verdade eu caminho assim - ainda que tente driblar isso, eu me predestino a estar condicionado dessa maneira.

    Ótimo blog, já te sigo, bem de perto, tá?

    abraço

    ResponderExcluir
  15. Belo post. Pra saber identificar um problema é preciso saber o que ele realmente é. Tem gente que fica triste e já diz que tá com depressão, outros estão com depressão e ignoram etc.

    ResponderExcluir
  16. Essas definições de estados que falou por último são viciosas e 'coisa de adulto'. Em casa ainda escuto muito 'estou com medo', 'estou cansado' ou 'estou triste' - porque as crianças só complicam quando não entendem elas próprias. Ah, adulto também, né? Adultos precisam crescer, amadurecer sentimentos, se conhecer para melhor definir seu estado. Beijus

    ResponderExcluir
  17. Cristiano Conteiras:
    Algum grau de tensão é necessário, já dizia Buda!
    O ruim é quando passamos do limite!
    Muito obrigada por me acompanhar!
    Bjão!


    Sílvio:
    Foi isso mesmo que quis dizer, acredito na precisão para recuperar o bem estar!
    Bjão!


    Luma:
    Isso mesmo! Adultos ao invés de simplificar complica!
    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.