sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Inveja – Como deve agir alguém que é alvo dela?

Continuando o tema anterior, proposto por Regina, falarei agora sobre quem é alvo de inveja, como deve ele/ela agir? Muitas pessoas dizem quando alguma coisa não está indo bem em sua vida que é “olho gordo” alheio, que alguém está secando suas conquistas, etc, etc.

Alguns esotéricos que li, afirmam que existe sim uma energia vinda do ser invejoso que pode prejudicar quem é alvo. Mas sinceramente, não gosto dessa teoria. Estudando a doutrina espírita e lendo os livros de Louise Hay, aprendi coisa melhor. No livro dos espíritos tem: “quando as más influências agem sobre vos, é que os atraístes pelo desejo do mal... Espíritos inferiores não podem vos ajudar no mal senão quando quereis o mal” (Livro dos Espíritos, pág 182). E Louise Hay diz: “ Nenhuma pessoa, nenhum lugar, nenhuma coisa tem poder sobre nós, pois nós somos os únicos pensadores em nossa mente”.

Ambos colocam a responsabilidade em nossas mãos, se algo não está indo bem em nossa vida ou estamos atraindo muitos seres invejosos é porque estamos, de algum modo, vibrando aí. Temos muita dificuldade em reconhecer o mal em nós, ele é sempre do outro, nos consideramos sempre pessoas do bem, então tornamos invisível a nós, nossos pensamentos negativos, destrutivos, invejosos. Desse modo, sem saber, sintonizamos com seres iguais a esse pensamento, afinal Jesus já dizia "Dize-me com quem andas que eu te direi quem és.”

Então a primeira coisa que você deve fazer ao se sentir alvo de inveja é vasculhar seus pensamentos mais íntimos com coragem e honestidade, sem medo do inferno, nem vergonha. É natural termos pensamentos maldosos de vez em quando, faz parte de nossa imaturidade emocional e de nossa deformação educacional. O bom é descobrir e desfazer esse pensamentos e sentimento. Isso é cura! Não tenha medo do outro, ele não tem poder sobre sua vida. Tenha medo de seus pensamentos invisíveis, não confessados, esses sim são poderosos. Faça higiene mental todo dia, substituindo os pensamentos e sentimentos destrutivos por outros. “Vigie e ore”, ou seja, esteja atento e eleve seu pensamento amorosamante como se estivesse educando uma criança.

E principalmente não tenha medo do mal em você, ele é apenas uma força imatura e descontrolada, sua consciência pode domá-lo e transformá-lo em coisa mais refinada. Não jogue a responsabilidade para o outro, assuma suas próprias fraquezas, sem vergonha, uma criança não tem vergonha de ser imatura, você também não deve ter, apenas olhe, observe e aos poucos transforme.

Namasté!

O próximo texto fala de pessoas que nos imitam, elas estão com inveja? Aguardem!

Leia Também:
Inveja O que é
O Poder da Mentalização
Como fracassar na Vida e ser Feliz


26 comentários:

  1. Inveja é um sentimento muito ruim e sempre somos , de um ou outra forma, atingidos...beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Não ligo muito se me invejam. Porque só se tem inveja de quem é maior, ou melhor. Então me sinto grande.Mas nem por isso preciso pisar em quem me inveja. No fundo tenho pena da pessoa, porque isso é um sintoma terrível de fraqueza. E fico de olho,claro. bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu concordo em parte. Podemos sim atrair coisas boas ou não. Deixando o canal aberto para receber bons ou maus fluidos.

    Contudo, comigo, já senti nos olhos de outra pessoa a inveja, vil mesmo, e não demorar muito para o que foi proferido pela boca, acontecer. Eu odeio quando isso acontece, porque percebo no jeito de falar e olhar a má intenção.

    Existem aqueles que o fazem sem realmente ser maldoso, então, neste momento, posso ter deixado a porta aberta para entrar aquilo que na minha mente vagou...

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente com você. Devemos estar sempre atentos para não cairmos nas armadilhas do sentimento negativo. Se vibramos negativamente, estaremos abrindo as portas para tal e isso é, sem dúvida, responsabilidade nossa.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Nanda, eu concordo que sejamos capazes de atrair o bem ou o mal, que somos capazes de vibrar nos mais diferentes ritmos e sintonias: quantas vezes, abatidos, "atraímos" pessoas com baixo auto-estima; animados, "atraímos" pessoas de alto astral. Já no componente inveja, eu acho que a coisa vai além, é preciso que existe no outro - o invejoso - uma predisposição para tal. Eu vivo brincando com os amigos que viajam, por exemplo, que fico "rosamariamortinha" de inveja das fotos, das lembranças de viagem, mas é "inveja da boa", sem maldade. Diria, porém, que algumas pessoas não conseguem canalizar as suas próprias forças para "o bem" (seja lá o que isso significa), para o sucesso, para a alegria, para a paz e passam a hostilizar aqueles que o fazem. Eu ainda creio que é o invejoso que canaliza forças negativas e, em função do nosso "bem", nos impulsionam, enviam tais forças.

    ResponderExcluir
  6. Oi amore!
    Eu acredito que ninguém tem capacidade de controlar nossa vida por causa da inveja contudo não é bom ver a inveja nos olhos de alguém ,isto nos transtorna.
    Tenho uma irmã mais velha que tenh certeza que na outra encarnação fiz algo a ela,ela não me suporta e sempre me critica embora nao more comigo e sempre faça algo para neutralizar me sinto mal com a sua presença.
    Ela sempre diz que meu marido é um capacho isto pq nos damos bem e ele faz tudo que quero e sempre diz que nao sabe como em tao pouco tempo de trabalho eu tenho tudo que quero...detalhe:eu trabalho duro desde os 23,tenho 38,e nada caiu do céu...
    Um dia espero poder entender pq ela age assim enquanto isto vou fazendo hoponopono.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Chica:
    Inveja é um sentimento desorganizador, o importante é estarmos atentos a ele, então poderá nos ajudar a crescer, a amadurecer...
    Tudo que é desagradável é um alerta de desarmonia em nós, um sinal de que devemos verificar e transformar.
    Bjão!


    Carlos:
    Acho que seu pensamento vai na linha certa, não precisamos nos incomodar com o invejoso ele está , de uma maneira torta, nos admirando.
    O principal mesmo é verificar a inveja em nós.


    Sissym:
    No meu entender, se a inveja do outro lhe atingiu, tem a ver com seus próprios pensamentos, nós podemos nos blindar contra as ações do outro limpando nossa própria mente. É disso que eu estou falando, nenhuma pessoa tem poder sobre nós, além daquele que nós próprios damos.
    É difícil acreditar nisso, pois inverte todo nossa crença de que o outro pode realmente nos fazer mal.
    Bjão!


    Cris:
    Opa! Vc já deve estar na estrada há muito tempo! Chegar a essa conclusão não é fácil... Temos mais facilidade em jogar no outro a responsabilidade do ruim em nossa vida.
    Parabéns!
    Bjão!


    Elaine:
    É disso que falo no texto, o que vc tem não é inveja, é desejo de ter o mesmo, sem querer destruir o que o outro conseguiu, não existe inveja boa, ou vc quer destruir ou admira.
    Aposto que vc acha que quando quiser, de verdade, pode viajar também!
    Agora, se isso não é assim, se vc acha que jamais vai poder viajar... Então tá na hora de reavaliar essa "inveja boa" algo pode estar escapando de sua percepção.
    Bjão!


    Lília:
    O olhar de cobiça e destruição do outro, além das ações, dá medo porque acreditamos que ele realmente pode nos fazer mal, se mudarmos essa crença, o sentimento muda para compaixão do outro que não vê suas próprias potencialidades.
    Esse parece ser um caso típico e inveja, sua irmã, deve ter a sensação profunda de incompetência e tem uma percepção sobre vc equivocada, talvez ela lhe ache melhor que ela, envie pensamentos de encorajamento para ela, tipo, vc pode também, e se puder elogie algo que ela fez legal.
    Senti no seu discurso uma pontinha de indignação como se ela não pudesse se sentir assim que isso fosse injusto com vc.
    Pense que isso não tem nada a ver com vc e sim com o sentimento de inferioridade dela.
    Bjão!

    ResponderExcluir
  8. É um assunto simples, e complexo, simples porque somos nós que criamos a nossa existência, mas complexo porque como tudo vibra á nossa volta, inclusive pensamentos, penso que certas pessoas têm uma força anímica tão destrutiva e avarenta, que possam causar danos (não sou supersticioso). Mas como dizes se uma pessoa tiver sempre confiança em si própria, com pensamentos de alto astral, a vibrar numa onda de compaixão e de amor, nada a afectará. Porque a "bondade" anula sempre a "maldade". Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Fausto:
    É isso que gostaria de inspirar a mudança! Mesmo a pessoa mais desequilibrada só nos faria mal se permitíssemos, isso é que é legal nessa teoria!
    Temos um poder maior do que imaginamos em nosso própria vida, não nas dos outros.
    E não existe maldade, só ignorância, ela é que provoca nossos comportamentos destrutivos, quando nos conhecermos em nossa real essência veremos que nossa natureza real é construtiva e colaboradora! É só uma questão de tempo...
    Somo TODOS feito de paz, abundância e amor, sem excessão!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  10. Oi Nanda, td bem? Passei aqui de manhã, mas não tive tempo de comentar...

    Esse é, realmente, um sentimento bastante complexo, que possui várias facetas e foi por isso que sugeri o tema...

    Eu não tenho medo da inveja alheia, sob a forma, vamos dizer assim, de "olho gordo"... porque como você comentou, o olho gordo só "pega" pra quem está sintonizada com ela e a teme...

    O que me incomoda em quem sente inveja é qdo a pessoa, para se sentir superior à vc, te inferioriza, te humilha, age ironicamente, tipo "nooosssa, vc que é sempre tão correta, fez issooo?! Não acredito..."

    Bem, eu ainda não atingi esse grau de compreensão que devo ter em relação às atitudes das pessoas... é um ponto bastante falho em mim, mas que em outros aspectos já consegui superar, relativamente... mas em se tratando de inveja, ainda estou caminhando...

    Eu acredito que as pessoas têm o direito de sentir inveja... mas que este sentimento fique com ela, "guardado" para si ou use este sentimento como uma força, uma motivação para buscar o que almeja na pessoa invejada... mas há pessoas que pensam assim "se eu não tenho, ela também não poderá ter..."

    Eu sou daquelas que ainda se incomoda com o incômodo dos outros! rsrs... mas vou pensar bastante no que vc escreveu... tentar ser mais compreensiva...

    Muito obrigada por esta série que vc publicou e por ter me citado... e me perdoe a ausência, esses dias têm sido muito estressantes para mim...

    Um grande beijo, fique sempre com Deus!!

    ResponderExcluir
  11. Regina:
    Que bom vc também ver assim! Acho isso sinal de maturidade!
    Claro que o tom é chato mesmo, mas saiba que só podem inferiorizar a gente se deixarmos, se nós nos sentirmos assim. Quando a opinião do outro é apenas isso, a opinião dele, e nada mais, não nos inferiorizamos.
    Para isso serve o treino, não se contente com pouco se vc pode mais!
    Todos estamos meio por aí, mas não precisamos ficar para sempre nesse estágio...
    Eu é que agradeço o carinho, as visitas frequentes e as ideias, já disse tendo mais é só falar!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  12. Oi Nanda!

    Tem um premio pra você.
    Vá buscá-lo no meu blog:
    http://fernanda-merbach.blogspot.com/2009/10/premiacao.html

    ResponderExcluir
  13. Inveja é um sentimento ruim, é uma forma péssima de admirar alguém. Não sou trela para pessoas assim. Parabéns, bjos
    Marombeira2

    ResponderExcluir
  14. @Marombeira2:

    Oba!!! Vc deixou um comentário!!!
    Obrigada!!!
    Ótimo,e também devemos ficar atentos com a nossa própria inveja!
    Bjão!!!!!

    ResponderExcluir
  15. [B]NZBsRus.com[/B]
    Dismiss Crawling Downloads Using NZB Files You Can Quickly Search HD Movies, PC Games, MP3 Albums, Software & Download Them @ Maxed Out Speeds

    [URL=http://www.nzbsrus.com][B]NZB[/B][/URL]

    ResponderExcluir
  16. Making money on the internet is easy in the hush-hush world of [URL=http://www.www.blackhatmoneymaker.com]blackhat forums[/URL], You are far from alone if you don't know what blackhat is. Blackhat marketing uses little-known or not-so-known ways to build an income online.

    ResponderExcluir
  17. Nanda,

    Achei muito interessante o artigo sobre a inveja, pois não estamos imunes a ela. É algo inerente ao ser humano ter, digamos, desconhecimento a respeito do outro que de alguma forma nos atrai ou repele. Em muitos casos, a inveja é decorrente da ignorância do desconhecimento da própria capacidade e, infelizmente, acreditamos que o outro é melhor sem entendermos que é diferente.

    Aqui no Brasil há uma expressão que diz o seguinte: a inveja é uma m*.*rda. Isso demonstra que, se dermos atenção ao invejoso, certamente seremos cada vez mais objeto desse sentimento. Tudo é uma questão de ignorar e continuar o seu caminho.

    ResponderExcluir
  18. Jorge:

    Obrigada!
    A maneira de nos imunizarmos desse sentimento é tendo confiança em si e compaixão pelo outro!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  19. That was an interesting piece of information on handwriting analysis. Please post more about graphology. Thank you!

    ResponderExcluir
  20. Penso que todos nós sentimos inveja em algum momento de nossa vida, uns colocam em prática outros não. Enfim, toda inveja é ruim tanto para o invejoso como para o invejado. Agora é prejudicial para ambas as partes. As duas partes serão prejudicadas. O invejoso não vai conseguir extrair o melhor da vida, dos projetos, sonhos e planos de Deus para a vida Dele e o invejado será de alguma forma atingido mesmo que seja de forma indireta. Bom é bom os invejosos saber que Deus tem planos diferentes na vida de cada pessoa e que ninguém é melhor ou pior do que ninguém, só é apenas diferente. Todos nós somos iguais perante a DEUS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, todos de vez em quando nos sentimos incompetentes em comparação a alguém... então a inveja corrói. Mas o importante é estarmos atentos e curar esta emoção, antes dela fazer estrago em nós.

      Bjs!!!

      Excluir
  21. Olá Nanda, encontrei seu belo texto num momento de conflito e agonia profunda. Sei que é de 2009, mas se vc ainda puder me responder, ficarei grata.
    Gostei mto da sua análise e ponto de vista, da importância de ignorar esses pensamentos e acreditar que ng pode ter controle sobre nossa vida ou influencia, de não vibrar qto a isso e acreditar nesta força. Porem eu sofro mto com a inveja de minha cunhada, a cada encontro com ela ela simplesmente me trata com ar de superioridade, faz críticas e dá indiretas pra me deixar pra baixo. Está sempre me imitando em tudo, desde o modo de se vestir, até as atitudes etc. O meu problema maior é saber como lidar com ela, lidar com a situação... não sei o que falar, responder. Se pudesse me ajudar...estou aflita...

    ResponderExcluir
  22. Oi linda!

    Fico contente em poder ajudar!

    Olha, tem outro texto no blog que fala quando alguém tem inveja da gente.

    É este: http://multiplasrealidades.blogspot.com.br/2009/10/inveja-alguem-que-lhe-imita-esta-com.html

    Lê e vê se traz alguma luz!

    Um conselho, trate tudo com bom humor e não se apegue muito ao comportamento dela. Não preste atenção. E quando ela tentar lhe diminuir, pense que ela é que tem um problema de auto estima. rsrs

    Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho uma vida e trajetória mto diferentes da dela. Sou profa universitaria concursada de faculdade, ela dá aula no primário, me casei um pouco tarde pq fiz doutorado no exterior... ela nunca saiu do país e casou-se cedo demais. Pra mim, nada disso tem importância, apenas queria ter uma cunhada amiga, mas a cada oportunidade ela me trata com ar de superioridade e esnoba minhas conquistas. Faz comentários maldosos. É difícil tratar com humor, mas eu vou tentar, afinal, nada pior do que mostrar a ela que ela consegue me deixar pra baixo. Vou ler sim. Gostei mto de seus textos e pontos de vista sobre a inveja, mto diferente do que a gente costuma ver por aí. Parabéns e obrigada!

      Excluir
    2. Oi linda!

      Desculpe a demora nesta resposta!

      Sim, acho uma boa escolha tratar com humor, tudo fica mais palatável. rsrs

      Se quer uma cunhada amiga, tente não parecer tão ameaçadora com seu currículo. Fale das coisa que ela gosta, a ouça. E sorria; nada melhor que sorriso sincero pra pescar pessoas!

      Agora, uma pergunta que acho que deveria se fazer é: porque ela consegue lhe deixar pra baixo? Ou porque vc permite-se ficar pra baixo com os comentários dela?

      Boa sorte na aventura!!! Xero!

      Excluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.