quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Dia Mundial da Alimentação. 16/10



Série dias comemorativos


Do que realmente nos alimentamos? Acredito que a falta de alimentos para todos tem muito a ver com a sensação de fome de alguma coisa mais subjetiva. Se formos ver existe alimento para nutrir todos do planeta e bem! Mas não é assim que acontece. Há muitos bloqueios no caminho da produção de alimentos, como um corpo com má circulação. Concentramos comida em alguns lugares e deixamos outras a míngua. Muitos já fizeram planos e executaram, na tentativa de acabar com esse desequilíbrio, mas erradicar... Isso ainda não aconteceu, por que com tanto potencial para sermos ricos, materialmente, ainda não somos, todos? O que falta em nossas mentes e atitudes? O que precisamos ter primeiro para não sentirmos tanta fome de poder e dominação? Porque ainda precisamos ter fracos e fortes?


Penso que a fome é mais profunda. O que realmente estamos buscando? Quando falo nós, estou me referindo a humanidade, ao conjunto de mentes que formam um corpo maior que exercita ações globais. O que esse “corpo” quer? E onde conseguir? Precisamos aplacar essa fome, acho que só assim, a outra, a de nutrição se equilibrará, estamos sempre começando pelo fim e retardando soluções. O único caminho que conheço começa dentro, saciando a fome e a sede que se aplacada, nunca mais aparecerá.


9 comentários:

  1. Excelente post. Parabéns, abraços.

    ResponderExcluir
  2. Deusa:
    Muito obrigada!!!
    Bjão!


    Renata:
    Que bom!!!
    É para isso que eu escrevo!
    Bjão!


    Sandra:
    Obrigada!!!!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  3. Dizem que em poucos anos o mundo vai carecer de comida! Pensando em como o Brasil tem terra fértil mal dá para acreditar. Poderíamos alimentar o mundo. Mas a especulação é sobre a quantidade da população mundial.
    Estranho, joga-se tanto alimento no lixo... acho que precisa-se de conscientização e ajuda efetiva no combate a fome.

    ResponderExcluir
  4. Oi,Nanda

    Vivemos em uma época que muitos saciam sua fome e jogam comida fora em detrimento aos que catam graõs para se alimentarem .Como não se emocionar ao olhar e ver um semelhante catando restos de comida no lixo.A minha maior fome é de justica nanda, onde todos terão comida farta à mesa .Será utopia?!

    beijos no coração

    ResponderExcluir
  5. Pronuc no Japão:
    Quando falei que havia alimentos para todos, foi em termos de potencial, não se assuste com o número de pessoas, se realmente tivéssemos nos focando em equilibrar o alimento mesmo esse número exorbitante seria alimentado. Mas concordo que a explosão populacional é uma problema, que poderia também ser resolvido com conhecimento de nosso eu maior. Uma redução de pessoas não nos faria sentir medo se compreendêssemos esse outro aspecto nosso.
    Quanto ao número de pessoas buscando isso, concordo que ainda é pequeno para vermos real mudança, mas isso não vai ficar assim para sempre esse número vem crescendo...
    A realidade é apenas o que está acontecendo agora, ela não é imutável nem definitiva, se nos apegarmos demais ao que vemos não teremos condição de influenciar mudanças, precisamos ver a brecha o além, não se prenda só ao que já está acontecendo!
    Obrigada!!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  6. Sissym:
    É isso! Não falta alimento falta equilíbrio, boa distribuição.
    E isso acontece porque falta equilíbrio interior.
    Bjão!


    Rô Castro:
    Não acho utopia no sentido de irrealizável. Para mim utopia é um lugar a se chegar, podemos ter em mente e agir de forma justa e deixar que nossas ações impregnem a mente coletiva o resto tem a ver com paciência e compaixão!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  7. Ola minha linda amiga.
    Um boa alimentação é a melhor solução para um corpo bem saudavel.

    Amiga!...
    Minha Linda.
    Tem um lindo selo para vc.
    Então passe neste endereço e leve este carinho com vc.
    http://sandraandrade7.blogspot.com/


    Te espero.
    Sandra

    ResponderExcluir
  8. Sandra:
    Fui lá ver, mas como eu não distribuo selinhos, não posso cumprir a regra, então este eu não peguei, viu?
    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.