domingo, 14 de novembro de 2010

Reino dos céus



Esta semana eu vi uma criança se divertindo da melhor forma, só por existir e ter penas para correr. Ele devia ter no máximo uns dois anos, mas já tinha firmeza nas pernas suficiente para correr e isso o divertia, ele corria em círculos, rodeando uma gôndola na loja em que eu estava e peguei carona com ele em sua correria, me diverti com a diversão dele.

E me lembrei de algo que Jesus disse, para entrar no reino dos céus é preciso ser criança. No meu caso voltar a esse ponto. Divertir-me só porque existo. Usufruir de minha própria vida, como se não existisse outra coisa qualquer para fazer (na verdade não existe mesmo). Livre, inteira, animada.

Foi um ótimo encontro e lembrança. Acredito que certas coisas na vida só uma criança ensina, pois ela tem uma experiência direta com sua alma divina, da qual o adulto já foi apartado.

Recebi meu presente de dia das crianças. Correr com um menininho, feliz só por existir e não ter nada mais para fazer.

Namasté!

Leia também:
Nadismo: Uma revolução sem fazer nada.
Vida
Uma experiência em minha vida

9 comentários:

  1. É isso mesmo, Nanda! Além do mais a criança não guarda mágoas, ressentimentos, logo perdoa, logo esquece a dor (seja ela física ou emocional). Ainda hj conversava sobre isso, sobre como tudo para criança é um milagre, tudo é motivo para festa, para alegria!!! Deveríamos mesmo ser como as crianças, é uma pena que deixamos nosso coração envelhecer junto com nosso corpo...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. As crianças sairam muito recentemente da Origem.Ainda guardam a memória da alegria e inocência do Paraíso Perdido.Essa felicidade primordial ainda está em nós,só que soterrada com os escombros da nossa civilização.Cabe a nós com muito cuidado e inteligência trazê-la de volta à luz da consciência.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, acho quase impossível eu me divertir como uma criança. Está tão longe do meu entender de divertimento, de felicidade.
    Quem consegue tem uma dádiva nas mãos e tem mais é que aproveitar!
    Um beijo pra você

    ResponderExcluir
  4. Que Deus te abençoe com bençãos sem medida!
    Sejas feliz neste dia e em todos os demais,boas energias!
    Abraços,
    Mari

    ResponderExcluir
  5. Oi Nanda.Ser criança é acreditar no simples , no puro. Não é fácil, mas é possível!Cultivar bons hábitos mentais e ambientais ajudam.Sorrir muito e perdoar sem sequer olhar a sua volta.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Ana Paula:

    Ainda somos assim! Basta ir tirando os entulhos de verdades absurdas que vamos juntando ao longo da existência.
    Tira isso menina!
    E verá que também pode corre feito criança!
    Bjão!



    Manfredo:

    Isso! Eu venho tirando tudo de cima de mim, já estou bem mais leve!
    Bjão!



    Denise:

    Eu não sei qual o seu entendimento de divertimento e felicidade, mas posso assegurar se tem real e profunda alegria então vc está lá, como criança no reino dos céus!
    Bjão!



    Mari:

    Oba!!!!
    Bençãos mil para você também!!!
    Obrigada Obrigada Obrigada!!
    Bjão!



    Olívia:

    Você deu uma boa receita! Está seguindo ela?
    Bjão!

    ResponderExcluir
  7. Oi nanda ,

    Uma frase atribuída a atriz Liv Ullmam onde ela dizia que dentro dela existia uma criança que negava a morrer.. Dentro de mim também há uma criança que se nega a morrer,gosto de pular, correr , sorrir como criança ,não nego pra mim foi difícil amadurecer, perder um pouco parte da essência infantil, porém ,não sofro de: Complexo de Peter Pan ,ou melhor sindrome de Cinderela rsrs. A essência criança é não perder a espontâneidade , a simplicidade a capacidade de simplificar tudo ... ser genuinamente feliz com um balde de areia na praia ou correr em volta da gândola do supermercado

    beijos no coração!!

    ResponderExcluir
  8. Ás vezes não nos damos conta de coisas tão pequenas, mas que na verdade são detalhes grandiosos da força de Deus.
    Inté...

    ResponderExcluir
  9. RÔ:

    Oi linda!
    O real amadurecimento não nos tira a essência infantil, isso é um equívoco que nos ensinam.
    Crescer não é ruim, é um aperfeiçoamento do estágio infantil. Nós é que confundimos, maturidade com sisudez...
    Xero!!!



    jpfox8:

    Sim! Que tal começar agora?
    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.