domingo, 26 de dezembro de 2010

O perfeito erra?



A continuação do tema anterior vem de uma pergunta feita por @Marquesk num comentário do texto “Será que nos amamos?” Ele perguntou:

“Quem é perfeito erra?”


Acho que perguntou isso por que eu disse no texto que somos perfeitos, então ele deve ter pensado... Se somos perfeitos por que falhamos em nosso comportamento? Se nos basearmos no conceito estático de perfeição e na idéia de que errar não é bom, então minha afirmação de que somos perfeitos está equivocada mesmo.

Porém se mudarmos o conceito de perfeição para algo que se movimenta e que aceita tudo inclusive o “erro”, então minha afirmação não parecerá absurda. Então vamos trabalhar com esses outros conceitos. Como já disse no texto anterior “Perfeição”, essa palavra, para mim, significa algo que se move segundo a segundo (ou menos) criando novas configurações que englobam tudo, incluindo aí o que chamamos erro, é o equilíbrio de elementos que resulta no que chamamos perfeição.

E se você se lembra eu disse que a imperfeição, também é perfeita, pois o desequilíbrio é necessário para criação de algo novo ou renovado. Portanto o erro não precisa ser ruim, ele pode ser desagradável, mas é o passo necessário para o crescimento.

O perfeito falha, pois a falha é perfeita. Quando nos comportamos desajustadamente, apenas estamos aprendendo algo novo e no processo de aprendizagem erramos o alvo algumas vezes, isso não deveria ser condenado, apenas observado e ajustado, como fez Santos Dumont com a série de aviões até chegar ao 14 Bis.

Acho que deveríamos parar de dizer que somos maus por que erramos e que não somos perfeitos por causa disso. ”Somos perfeitos para sermos quem somos”. Afinal se não fosse a imperfeição não teríamos um trevo de quatro folhas, tigres brancos e coisas raras no mundo...

Perfeição abarca tudo, inclusive o que chamamos de falha, para mim erro, no sentido que damos, não existe. Eles são apenas oportunidades de aperfeiçoamento e às vezes até de beleza e raridade. Nossa mente ainda é maniqueísta, separamos tudo em preto e branco sem observar as nuance. Vida é movimento e troca, num minuto o certo pode virar errado e vice versa. Precisamos de agilidade mental para perceber e nos relacionar com isso como vivos e não como “cadáveres adiados

Respondendo a pergunta quem é perfeito erra, pois a perfeição se movimenta como o universo e a falha ajuda nisso, faz parte do processo maior. O erro não é algo ruim é parte no movimento do todo. Está dentro da perfeição e não à parte.

Namasté!

Leia Também
Se arrepender do que não fez
Experimente cair?

7 comentários:

  1. Já começa errando quem se acha perfeito, até Jesus não se considerava, por que nós?!

    Se não tivermos mais o que aprender, então, qual a graça de acordar todo dia e continuar?!

    FELIZ 2011

    ResponderExcluir
  2. Então ser perfeito é saber lidar com o imperfeito, com as diferenças, com as mudanças...?!

    A gente é perfeito por ser inconstante e mutável...?!
    Ah, sei lá...

    É por estarmos sempre nos comparando que dizemos ser imperfeitos?!


    Então, essa ideia faz sentido de que o perfeito "são doses balanceadas e encaixadas de tudo que existe."

    Ótimo texto Nanda.

    Um criativo e saudável 2011.

    Beijins

    ResponderExcluir
  3. Sissym:

    Oi querida, fico sempre feliz de lhe ver por aqui!
    Depende de como a gente se acha perfeito, se for por vaidade e insegurança, então estamos no caminho errado, mesmo...
    Mas se for a constatação de que tudo está no melhor que pode momento a momento, então não acho que é erro dizer-nos perfeitos.
    Ainda não vemos graça na inteireza, porque não sabemos o que é isso e o imaginamos como algo sem movimento, mas quando compreendermos melhor isso veremos que parar de buscar não é tão ruim assim... rsrsrs
    Bjão!

    ResponderExcluir
  4. Auddymy:

    Você e suas perguntas! rsrsr
    O que você me diz? É?
    Eu acredito que sim.
    Obrigada!
    E um ótimo 2011 para você também!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  5. Olá, nanda

    A principio antes de ler o texto achei um paradoxo ,pois se é perfeito logo, não erra.. quando nós mostrou a sua perpectiva, tudo em perfeito movimento e transformação tem lógica..Os conceitos isto é, valores humanos mudam com tempo. A história taí para mostrar a evolução.. sim, nem tudo é preto e branco o que seria do cinza?

    beijos no coração

    ResponderExcluir
  6. Minha cara Fernanda,

    Que em 2011 estejamos mais uma vez unidos pelo porder das palavras que nos impulsionam a sonhar e dão o espaço necessário para desabochar o que há de melhor em nós...

    Um lindo e especial ano novo!
    Jr.

    ResponderExcluir
  7. Rô:

    A vida toda é um matiz, sei que de vez em quando precisamos nos posicionar, mas por base temos que saber que tudo é englobado e que nosso posicionamento é temporário.
    Bjão!!!



    Jr Vilanova:

    Amém!!
    Desejo para você um maravilhoso ano de 2011!!!
    Obrigada!!!
    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.