quarta-feira, 28 de abril de 2010

Experimente cair?!



“Just take the fall
You’re one of us
The spotlight is on.”


Tradução livre:

“É só levar uma queda
E você se torna um de nós
As luzes estão sobre você.”



Ouvindo esta música eu pensei... Isso é uma tremenda verdade, parece que ficamos (nós, seres humanos) esperando alguém cair para nos sentirmos parecidos e quando esse alguém cai, as luzes, holofotes, ficam sobre ele algum tempo.

Nós sentimos prazer em vê a queda, a humilhação do outro. Principalmente se o tombo foi alto. Se esse que caiu estava fazendo alguma diferença, tendo fama, ganhando mais dinheiro.

Qualquer tipo de queda vale, desde um simples erro de português, até uma gafe na etiqueta em um encontro social ou uma escorregada preconceituosa, bom, o erro em si talvez não importe. O que interessa é que ele “se tornou um de nós”, míseros seres anônimos, tristes, amargurados...

É só levar um tombo, escorregar, falhar, errar e as luzes se voltam para você. Mesmo quando não somos famosos. Viramos assunto na família, entre os vizinhos, junto aos colegas de trabalho, no Orkut, no Twitter. Quem já não se sentiu assim, sob as luzes fortes da crítica e julgamento severos? Dos olhares maledicentes e famintos? É apenas um fato. Experimente cair e você se tornará um de nós na miséria, então os refletores estarão em você.

Namasté!

Leia também:
Crueldade
A única doença que existe é a infelicidade
Inveja - O que é.

4 comentários:

  1. É verdade.Os refletores se voltam mais para os erros do que para os acertos das pessoas. As vitórias e conquistas muitas vezes são até ignoradas.
    Iza

    ResponderExcluir
  2. Oi,Nanda

    De fato as pessoas valorizam muito mais os nossos deslizes que nossos acertos...Veja a nossa mídia por exemplo ,o que dá mais ibope notícas ruins ou boas ? pois é..parece uma tendêcia humana.

    beijos no coração!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Iza:

    Temos essa mania de focar desgraça achando que só isso é realidade... é uma pena!
    Bjão!



    Rô:

    Tenho desconfiança que é uma programação mental da época das cavernas... Era tanto medo de ser atacado e um sentimento de desproteção tão grande que nossa mente ficou focada nas desgraças...
    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.