sexta-feira, 3 de junho de 2011

Sexo Obrigatório?




Nem todo mundo aprecia o sexo... Outro dia na novela das nove, na Globo, uma garota, que até então não via nada demais em fazer sexo, disse, depois de uma transa “especialista” (que reedita o mito do homem que sabe fazer) disse que agora entendia porque muita gente não gostava de sexo, era porque não tinha transado “direito” que quando alguém faz sexo certo tem tanto prazer que não pára de querer transar nunca.

Achei tudo muito antigo nesta personagem “moderna”. Primeiro, ela ainda acha que o sexo foi feito nela, alguém de fora que nem a conhecia, sabia todos seus pontos sensíveis. E ele é que fez isso com ela, o sexo foi bom por causa dele; ela é um ser passivo, que recebe o conhecimento de alguém tarimbado no assunto. Pode até ser que exista, ainda, esse tipo de experiência no mundo, mas nem sempre o que acontece é, ou deveria ser, regra de comportamento. Hoje a mulher sabe que é responsável pelo seu prazer no sexo, não existe o Don Juan aquele que sabe extrair gozo.

Segundo, o clichê de dizer que quem não aprecia fazer sexo é porque não fez direito... Muita gente diz que comer buchada é um passeio no céu. Eu não sou fã, nem por isso me considero alguém com problemas. Todo mundo não precisa gostar das mesmas coisas. E sexo não é a última coca-cola do deserto. Parece algo obrigatório, quem não gosta é esquisito e tem problemas, como quem não gosta de samba... Acho isso um preconceito. Conheço gente que não gosta de chocolate, nem por isso ele é problemático ou reprimido. Porque é obrigatório você ser alucinado por sexo?!

Como sexo é um alívio de tensão, claro que uma hora ou outra todos fazemos, como quem faz cocô e xixi. Mas não é necessário que o coloquemos num altar e o reverenciemos como um deus. É só algo que fazemos de tempo em tempo e que por aliviar uma tensão dá prazer. Já disse que supervalorizamos o sexo (Sexo, vida e confusão) Agora digo, nós criamos preconceitos com quem não vê essas coisas toda na prática. Será mesmo que todo mundo tem que gostar muito, ser alucinado por isso mesmo??

Acho que as pessoas são diferentes, alguém pode ter sua vida girando em torno de fazer sexo e outra pode até preterir disso sem nenhum dano ao desfrute de sua vida. E todos estão sãos! Vai do gosto. Não existe um só jeito certo de apreciar a vida.

Deixemos em paz, então, os diferentes de nós e deixemos nossas mentes arejadas. Para mim, isso é ser moderno.

Namasté!

Leia também:
Onze Minutos
Mulheres Sexo Verdades Mentiras

11 comentários:

  1. Concordo contigo.Isso é bem estranho na modernidade... beijos,lindo9 fds,chica

    ResponderExcluir
  2. Esta materia foi escolhida pela nossa equipe para estar na primeira página do midiafire.

    veja em: http://www.midiafire.com.br

    Se desejar envie esse link para que seja publicado em no nosso site, não é necessário registrar-se

    Aguardamos sua visita e desejamos que tenha muito mais visualizações.

    Sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Chica:

    Obrigada!!!
    Modernidade demora a acontecer... rsrsr
    Bjs!


    Midiafire:

    Obrigada!!!!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Até que enfim alguém deu voz aos meus pensamentos... Não gosto de sexo, não sinto falta, não faço porque não quero, estou sozinha por opção e nem por isso sou infeliz ou tenho "problema"... Já gostei, já fiz com quem gostava, com quem não gostava, com vontade, sem vontade, enfim... Escolhi viver sem isso porque cheguei à conclusão que sexo não me trazia felicidade... Pode ser que um dia isso mude, mas por enquanto, estou muito bem assim, obrigada! Ótima matéria! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  5. Refúgio da Palavras:

    Que bom poder fazer coro aos seus sentimentos!!!
    Saiba que eu acredito que vc não tem nada de errado! rsrs
    E o melhor é sua flexibilidade, vc não se fechou numa polaridade, aceita mudanças, para mim, isso é saúde!
    Parabéns!
    E obrigada!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. CARAMBAAAAAAAAAAAAAA
    Tbm deu voz a minha palavra.
    Não sou muuuuito fã de sexo não. É legal? É, pode até ser, mas está MUUUITO longe de ser a prioridade e a maior fonte de prazer.
    Vivo muito bem sem sexo, graças a Deus.

    PA-RA-BÉNS pela postagem!

    ResponderExcluir
  7. Anônimo:

    Fico feliz de vc se sentir ouvido e apoiado! rsr
    Vc não é esquisito! Só tem gosto próprio!
    Obrigada!
    E volte sempre!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. sexo realmente não é tudo na vida, e uma vida sem sexo não é vida completa. e tem uma importância grande na vida, já ouvi casos de homens e mulheres (casais) que se desmancharam por causa de sexo, ruim ou por falta dele.

    ResponderExcluir
  9. Ricardo Firmo do Santos23 de agosto de 2011 12:00

    concordo com você em parte porque sexo não é tudo para uma relação se manter viva e acessar é necessário o amor entre o casal e um completar o outro

    ResponderExcluir
  10. Nossa vida é o templo, habitação, do Espírito Santo e todos os atos pecaminosos cometidos resultam em sujeiras que invadem a casa do Espírito, provocando o Seu afastamento.
    "Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo. Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.” 1Co 6.18-20
    É preciso a consciência que a vida não é nossa, somos resgatados pelo Eterno para sermos segundo a Sua vontade e instrumentos na manifestação de Sua glória. O impulso de pecar tem a sua origem na mente, são os pensamentos impuros sugestionados pela carne ou pelo próprio inimigo e a prática destes produz o pecado. Todos nós estamos sujeitos aos pensamentos contrários à vontade do Pai, mas, como servos não devemos permitir que eles cresçam e tome todo o nosso ser. É preciso evitar todas as formas que desperta na vida tais desejos imundos, por exemplo: sites pornográficos / eróticos; filmes eróticos; revistas; conversar sobre o tema com amigos e tudo mais que desperta a nossa carne para os desejos impuros. A recomendação é: "Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento." Fp 4:8

    Sexo, exclusivamente no casamento: (Mt 5.27,28; 1Co 7.2,5; At 15.29; 1Co 7.2) O Sexo é uma benção deixada por Deus aos homens para ser praticada exclusivamente dentro da união conjugal. Sua prática fora do casamento é pecado!

    ResponderExcluir
  11. Ivan:

    Concordo. Acredito que supervalorizamos um ato natural da existência e criamos muitas prisões a partir daí. Não acho que o sexo deveria ser o termômetro do amor.
    A ponto de pessoas terminarem uma união boa só porque ele não está numa excelência.
    Bjs!


    Ricardo:

    Sim, é isto que penso. Há muito mais coisas, inclusive no sexo que não prestamos atenção!
    Abraços!



    Catarina:

    Respeito sua crença, mas não penso do mesmo jeito... O sexo é uma das possíveis troca de afeto, e não posso crer que seja pecaminoso algo que foi criado pelo próprio deus. Mesmo que as pessoas não estejam enlaçadas pelas leis que o homem criou. As leis de deus a meu ver são as leis da natureza e nela o sexo se encaixa perfeitamente.

    Mas este é apenas o meu ponto de vista.

    Obrigada e abraços!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.