sexta-feira, 16 de setembro de 2011

A mudança dos incomodados





“Os incomodados que se mudem”. Gosto deste ditado popular... Para mim resume o meu trabalho. A transformação dos que estão incomodados com algo. E a alteração deve ser em si mesmo. Acho sábia esta decisão.

Modificar as pessoas ou ambiente requer muita habilidade social, capacidade de liderança e influência sobre as pessoas. Conclusão? É difícil! Só poucas pessoas conseguem. Então a alternativa é “se” mudar ou mudar a si mesmo, internamente; pensamentos, crenças, sentimentos.

Às vezes é preciso fazer uma substituição de local, sair de uma casa, bairro ou mesmo país. Porém este é o último caso. Primeiro vem a transformação interna. É nela que aposto. Conseguir modificar a forma como se interpreta num fato. Porque acho que é aí que mora o problema, como a gente lê uma situação; dependendo de nossa simbologia podemos fazer de algo simples um desastre e vice-versa.

Acho muito poderosa nossa percepção, é ela que nos direciona para sermos alegres ou tristes e quanto a gente gasta nosso tempo nesses estados de espíritos. Sempre recomendo, se está incomodado, mude-se! Procure conhecer como está agora e como quer ficar e escolha uma estratégia e caminho para chegar lá. É de nossa responsabilidade ficar bem ou mal.

Jogamos a responsabilidade em alguém, mas no fundo o maior poder está em nós mesmos. O comportamento do vizinho lhe incomoda? Mude-se, não de vizinhança, mas de pensamento, tente procurar uma forma de ver este comportamento em outro ângulo, altere sua vibração e se ainda precisar falar com o vizinho, tenho certeza que irá usar o tom certo para que ele colabore com seu bem estar.

Ser assertivo não é ser briguento, reclamão e crítico; é saber se posicionar na vida para se defender e lutar pelo que você entende como direito seu. Mas ser firme não leva a gente a ser agressivo, violento, desrespeitador do outro. É apenas um posicionamento e é preciso muita inteligência para argumenta com aquilo que você quer que mude fora de você.

Arrebatar um colaborador não é brincadeira, mas se você se mudar antes, tenho certeza que consegue chegar no ponto certo de influenciar indivíduos. Pense nisso e aprenda a mudar-se antes de tentar mudar o mundo.

Namasté!

Leia também:

13 comentários:

  1. Nanda,

    Sou assertiva, pois não brigo pelo que acho que não vale a pena. Eu procuro sempre me posicionar, refletindo qual melhor caminho a me direcionar.


    Quando me sinto incomodada com alguma coisa, se eu me sinto, eu me retiro.

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  2. Sissym:

    Acho ótimo sua atitude, e melhor é que já tem condições de fazer, porque eu preciso de muito treino ainda1 rsrs
    Já estou fazendo melhor, mas ainda é algo a aperfeiçoar.
    Xero!

    ResponderExcluir
  3. Olá Nanda, adorei a reflexão que nos trouxe !

    Preciso muito aprender a fazer isso pois sou daquelas que logo o sangue ferve e então perco as estribeiras do raciocínio lógico e acabo agindo e falando por impulso.
    Concordo totalmente, muitas situações são o que são para nós por causa da maneira que a encaramos, tudo é uma questão de ponto de vista, bom senso e auto controle.
    Espero um dia conseguir, sem dúvidas isso transforma não só nossa vida mas como também pode trazer boas influências sobre a questão para os que nos cercam ;)

    Beijos e bom fim de semana !

    ResponderExcluir
  4. Olá Nanda! :)

    Sabes eu não gosto muito desse ditado. Dá-me sempre a impressão que reflete uma grande falta de solidariedade. No entanto, acho também, que as mudanças têm se se dar de dentro para fora. De nada serve mudar de casa, se a nossa relação com o lar não se alterar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Excelente postagem,Nanda!
    Voce disse" "È de nossa responsabilidade ficar bem." para mim, este é o eixo..
    Mudar paisagens externas, influenciar e modificar pessoas.. complicadissimo!

    O mundo não vai mudar, mas existe a possibilidade de mudar a nós mesmos.

    Dependerá no entanto,de um profundo mergulho interior, A partir deste processo de autoconhecimento poderemos modificar a percepção de como interpretamos e interagimos com o mundo.
    Concordo com você totalmente a responsabilidade é nossa, a escolha é nossa.

    belissima reflexão!
    tenha um lindo fim de semana.
    Beijos!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  6. Olá minha rica
    nossa sabias palavras
    acho q pra muitos de nos colocar a culpa no outro é sempre mais facil afinal mudar, fazer esta mudança interior nos tras muitos questionamentos as vezes algumas verdade e nem todos estão disponiveis a isso é aquela coisa do comodismo de um certo modo é lucravel para alguns
    acredito muito q é nossa só nossa a responsabilidade de se estar bem de fazer o bem assim como para o mau
    mudar ideais é uma missão nada facil, o segredo de tudo é dosar modo de agir de pensar de se expor estar aberto a mudanças

    Adorei a mensagem guri
    bjo grande

    ResponderExcluir
  7. Samanta:

    Obrigada!!!
    Esta é uma ação improdutiva, sei que é difícil conduzir nossas emoções, mas não é impossível! rsrs
    Nosso ponto de vista pode nos ajudar ou atrapalhar muito a resolver uma situação.
    Se estiver treinando e apurando a consciência sei que cada vez fará melhor!
    Bjs!



    Luisa:

    Sim... Esta frase também pode ser encarada por falta de solidariedade. Afinal seria como um descaso ao desconforto do outros, não é?
    Mas se o tom é de descaso, será que o incomodado não tentou controlar a vida do incomodante? Às vezes nosso pedido de ajuda é uma agressão ou um desejo de controlar a vida do outro, então este outro fica aborrecido e cria descaso com nosso desconforto.
    De qualquer forma, peguei a frase pelo ângulo da mudança.
    Mudar-se primeiro para exigir mudança do outro.
    Concordo que mudar só de ambiente, sempre, não resolve o problema.
    Bjs!



    Mariangela:

    Obrigada, querida!!!
    Assumir responsabilidade por nossa alegria é um ponto chave para conviver bem com os outros.
    O caminho mais fácil de mudança ainda é nós mesmos.
    Sei que não podemos fazer tudo sozinhos... Mas se começarmo por a gente fica mais fácil!
    Bjs!



    Guria Faceira:

    Olá!
    Sim, achamos que responsabilizar o outro é mais fácil.
    A consciência de responsabilidade é o primeiro passo, depois vem a perseverança e paciência para mudarmos os conceitos e crenças arraigados em nossa alma.
    Equilíbrio é saúde, a dosagem é muito importante para isso!
    Obrigada!!!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Uma reflexão muito pertinente!
    Eu também procuro me direcionar a novos rumos mais promissores quando algo me incomoda.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Malu:

    Obrigada!
    Acho isso muito inteligente e criativo! Parabéns!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Ótimo texto, como sempre!
    É bom sabermos o que precisamos mudar na gente, pena que é tão difícil! Mas uma autoanálise acho que já é o início do caminho andado. Se não conseguimos mudar a nós mesmos, quem dirá mudar os outros? Na teoria é tudo tão simples, mas na prática é tudo diferente.
    Beijos coloridos
    Eliane

    ResponderExcluir
  11. Eliane:

    Obrigada!!! Sim, a teoria é mais fácil, pois é mental e na mente tudo ocorre sem muitas complicações, a prática tem mais obstáculos e é onde testamos nossas teorias.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Sempre ouvi dizer "os incomodados que se retirem".

    ResponderExcluir
  13. Pedro:

    Talvez seja variação de região...
    Bjs!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.