domingo, 16 de outubro de 2011

Risco




O que é se arriscar?... Penso que deve ter algo ligado à dor... O risco maior que temos é nos machucar e nos machucar implica dor, seja ela dor física ou dor emocional. E o risco maior, para os ligados ao corpo, é a morte; a morte do corpo ou a morte psíquica ou ainda apenas a sensação de morte; quando estamos apaixonados e o objeto da paixão se vai para longe é esta a sensação que temos, a que morreremos ou que foi tirado um pedaço e o vazio cria uma dor que sufoca.

Então eu acho que quanto mais uma situação é passível de provocar alguma dor, mas achamos arriscado. O interessante é que não dá para viver plenamente sem sentir, pelo menos uma vez, dor... Quando falamos da vida esquecemos este detalhe, só dizemos que é bonito, é um presente, uma dádiva divina, que é algo que temos de mais precioso. E isso é verdade, mas dentro disso tem a dor.

Uma parte da vida é se relacionar com a dor e quanto mais negarmos isso mais sentimos dor, e pior, reincidimos nas mesmas situações dolorosas, repetimos, repetimos, repetimos sem quase aprender nada com ela, a não ser ficar ressentida e sem fé. Aborrecemo-nos mesmo! Começamos a duvidar da alegria e por aí vai.

Precisamos enfrentar a dor, ser amiga dela, ela é professora e, por incrível que pareça, quer nosso bem. É ela que nos dá limites e nos mostra os caminhos melhores. Não precisamos temê-la, mas respeitá-la, ouvi-la, aprender com seus ensinamentos.

Então a vida e o risco nem parecem mais algo a evitar, podemos, de vez em quando, mergulhar nele, pois sabemos que sairemos do outro lado mais fortalecidos e sábios.

Namasté!


Leia também:



19 comentários:

  1. Ei Nanda,

    Acho que já nascemos com dor, por ter que arriscar vir ao mundo rsrs,pois já saímos da barriga de nossa mãe chorando(risos),mas tudo na vida nos submete a sentir dores,toda conquista,e acredito sim que ela seja a nossa maior professora da vida, pois é através dela que aprendemos a lidar com os riscos que a vida no oferece, nos da experiência, nos remove o medo e nos faz perceber que sempre ha uma saída.....

    Beijosss

    ResponderExcluir
  2. Namasté.
    Nanda querida, procuro sempre estudar minha dor e quase sempre chego a conclusão que estou exagerando no momento. E aí de repente tudo passa. Parece a chuva de verão, que chega de repente e se vai deixando a sensação de limpeza. A dor é uma professora. Beijo grande

    ResponderExcluir
  3. Parece que se aprende mais sofrendo, que a dor ensina muita coisa, mas eu sou sincera: não gosto nada de sofrer e prefiro uma professora mais suave. O pior é que ninguém me pede opinião...
    Muito bom, o texto
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. A cada postagem vc consegue se superar...Riscos corremos todos os dias sejam eles visíveis ou invisíveis, aqueles que no íntimo nos assombra...Viver é um eterno arriscar-se. Nos últimos tempos me arrisco muito, quando acredito em algo deixo-me ser levada consciente dos prós e contras mas firme na minha certeza, isso acontece na vida profissional, na vida pessoal...Sofrimento para mim seria continuar engessada no tempo, num mesmo lugar se não tivesse arriscado. Me considero uma ARRISCADEIRA nata e isso me faz amar a busca pela liberdade quando me sinto sufocada.

    ResponderExcluir
  6. Nanda,

    Alguns riscos eu não tenho medo, eu os enfrento, outros, preciso de analisar. Eu já perdi algumas oportunidades por pensar demais.
    Mas é natural, cada pessoa se dá a disponibilidade ou não de se arriscar. Não é questão de aventuras ou condições, muitas vezes é o momento que se vive que está ou apto para mudanças.

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Acredito, que para a maioria das ações, há um risco. E se quiser alcançar algum ponto, ele se faz necessário. Por isto, frente a determinados obstáculos, eu não tenho medo. Minha avaliação consiste em saber se estou disposta ao não, a enfrentar os resultados advindos da estrada que opto. Alguns não valem a pena. Por isto, respeito os meus limites.

    ResponderExcluir
  8. nimguém disse que viver era facil partir do momento de enfrentar tudo e correr um risco esperar pelo outros nada muda e atitude mesmo.

    ResponderExcluir
  9. Cecília:

    Sim! rsrsr
    Dor não é uma experiência agradável...
    Mas faz parte da vida e devemos aprender a nos relacionar com ela.
    Bjs!



    Mari:

    Namasté!
    Olha!!!
    Que legal! O que você está me dizendo é que pratica a observação consciente e funciona!
    Concordo com você e também tenho este tipo de experiência!
    Bjs!



    Gata Vadia:

    Ah! Eu também, não acredito que só a dor ensina, mas infelizmente ainda acreditamos nisso, nós humanos, e criamos mais disso...Se ninguém pede sua opinião, então compartilhe sua experiência. Que tiver pronto lhe segue!
    Parabéns!
    E obrigada!
    Bjs!



    Fátima:

    Nossa! Obrigada!!!
    Que bom!
    Você tem razão, a cristalização é que provoca sofrimento, a dor normalmente é pontual e nós a cronificamos com nossas crenças.
    Bjs!



    Pedro:

    É verdade, pelo menos perde muita coisa...
    Bjs!



    Sissym:

    Também penso assim, e as coisas que perdi por pensar demais encaro como eu não podendo naquele momento. Então eu não fico triste por não ter arriscado. Acredito que as oportunidades voltam.
    Bjs!



    Valéria:

    Muito bem!!!
    Também vejo assim!
    É a consequência de uma ato que nos dá medo, então é avaliando os possíveis resultados que podemos escolher.
    Bjs!



    Antônio:

    Penso que depende muito do nosso ponto de vista, mas sim, a vida tem muitos desafios, para todos. Então se torna, às vezes, difícil.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Eliane (www.corearte.com)19 de outubro de 2011 14:52

    Ótimo texto querida!
    A vida em si já é um grande risco! Na minha opinião, acho que a dor vem para nos ensinar algo, para aprendermos a valorizar mais a vida e os bons momentos que ela sempre nos oferece. Para aumentar cada vez mais a nossa fé em Deus e em nós mesmos! Com certeza, depois que ela passa, estamos mais fortalecidos!
    Beijos coloridos
    Eliane

    ResponderExcluir
  11. Precisando aprender em arriscar mais, tem hora que pelo medo deixo de evoluir....

    bjao

    Philip Rangel- Entrando numa Fria

    ResponderExcluir
  12. Eliane:

    Muito obrigada!!!
    DE uma forma geral a dor é um mecanismo inventado pela natureza para nos alertar que algo não via bem. É desconfortável justamente para nos colocar em movimento e mudança.
    Com nossa inteligência podemos capitalizar este mecanismo!
    E até fazer que ele apareça pouco!
    Bjs!



    Philip:

    Tudo bem, não precisamos fazer disso uma ditadura, se deu medo respeita, mas ficar numa postura só eternamente é que não dá. rsrs
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Oi Nanda!
    passei pelo seu blog e fiquei. Adorei!
    Acho que o risco é inevitável para ser viver plenamente, mas pode e deve ser calculado. Não dá para ficar saltando do 5º andar de costas e sem proteção não é?
    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Marcela:

    Fiquei muito contente e você ter gostado!!!
    É o que penso, não precisamos nos machucar tanto... rsrs
    Podemos usar nossa inteligência!
    Bjs!!!!

    ResponderExcluir
  15. Olá, nanda perdoe-me por demorar aparecer no seu cantinho de reflexão..
    Você já disse, sabiamente a dor faz parte do nosso crescimento, se ficarmos isolados não aprendemos. O que seria do bebês se a cada queda,desistissem de aprender a andar? Pois é,assim é o ser humano a dor faz parte da nossa vida, ela dá bagagem para não repertimos os mesmos erros.
    Um beijos no coração ♥
    Rosana gois.

    ResponderExcluir
  16. Oi Nanda, realmente é por aí...viver inclui riscos a cada risco um aprendizado...
    abs

    ResponderExcluir
  17. Rô:

    Menina!!!! Sabe que tive um sonho com vc no sábado? Foi estranho... E acordei pensando se tinha acontecido algo com vc...
    Que bom vc estar aqui!!!
    Falou e disse!!! Podemos aprender com a dor e senti-la menos!
    Bjão! E obrigada pela visita!



    Ana Lúcia:

    Infelizmente a dimensão que estamos é assim, mas tem seu lado bom, né? rsrs
    Bjs!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.