quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Construir na areia





“Nada está construído na pedra
Tudo está construído na areia.
Mas devemos construir
Como se a areia fosse pedra.”


Jorge Luís Borges
Fonte: Desejo-lhe feliz mudança
Organizadora: Lídia Maria Riba


Demorei a concordar com o Jorge, mas encontrei uma saída para o seu pensamento.


Mesmo sabendo que tudo um dia se desfaz não devemos deixar de criar, construir. Pois o gostoso é construir, não ficar para sempre a mesma coisa.


Não devemos ter medo do que se desfaz, fugindo dele, devemos aceitá-lo e permanecer construindo.

9 comentários:

  1. Muito lindo,Nanda e uma boa mudança de ano praa ti! Que seja muito legal o novo 2010!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Chica:

    Obrigada!! Que brinquemos muito de construir e desapegar em 2010!
    Espero tudo de bom para vc!!!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  3. Penso que, como tudo na Natureza, as coisas e os seres perdem gradativamente aquela ânsia por construir e reconstruir tudo. Depois de uma certa idade, a vitalidade funcional diminui, em termos materiais, e fica mais a vitalidade mental, isso se essa ainda sobrar.

    Depois de tanta guerra, o guerreiro para em seu castelo e descansa!!

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  4. Tudo na vida é assim, construimos, depois com o tempo reformamos, e voltamos a contruir e a reconstruir até a derradeira hora, isso faz parte da vida.
    Abraços foerte

    ResponderExcluir
  5. Oi Nanda!!

    Eu concordo plenamente com a frase...

    Tudo que aqui, construímos, é efêmero e passageiro, porém, devemos construir com força e vontade, como se assim, durasse para sempre...

    Tenha um ano de muita paz e harmonia!!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. É sim, Nanda. A vida é um eterno recomeçar. A gente é que anda muito preso a convenções que acredita que jogou a bola que ela vai rolar sozinha.

    ResponderExcluir
  7. Ebrael:

    O vigor juvenil vai desaparecendo do ego sim, mas a alma não tem idade. Então dá pra gente se conectar e resgatar a força.
    O negócio é não se apegar à nossas construções...
    E descansar também é bom!
    Bjão!



    Príncipe:

    E o melhor que temos a fazer é constatar isso e não se preocupar.Simplesmente fazer o que dá vontade, sem grandes programações!
    Bjão!



    Regina:

    Foi isso que eu entendi também não importa o fim e sim o prazer que dá construir!
    Bjão!



    Histórias:

    Ela é "recicladora"! rsrsr
    Podemos aprender a não nos apegar também!!
    Bjao!

    ResponderExcluir
  8. Olá querida amiga Nanda,

    Parabéns pelo post. Excelente!

    A vida é um eterno recomeçar. Jamais devemos parar de criar e construir. Mas, terás o vislumbre de um futuro feliz se construir em solo forte como a rocha, que a sustentará, mesmo com as diversidades no dia a dia.

    Carinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

    ResponderExcluir
  9. Lílian:

    Obrigada!!!
    E o único solo forte como a rocha que existe é a nossa própria consciência!
    O resto muda o tempo todo.
    A força está sempre dentro de nós!
    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.