quarta-feira, 9 de junho de 2010

Lógica ou Armadilha?



Terceira pergunta da @Kriclau:

"Será que existe uma lógica no amor?" "Somos nós quem decidimos a hora de amar, ou o amor é realmente um laço, um passo para uma armadilha?"


Nem sempre vemos as ligações de um fato com outro. Aquilo que dizemos não ter lógica significa que não estamos enxergando a relação; que uma coisa levou a outra. E parece algo solto sem uma linha que una tudo como num colar.

Dependendo do ponto de vista podemos ver tudo solto ou tudo ligado. Então de acordo com a perspectiva adotada, podemos ver que decidimos amar ou que caímos numa armadilha.

As duas visões são possíveis, na maioria das vezes, nos sentimos caindo numa cilada... Não assumimos a responsabilidade de nossas decisões e achamos que somos folhas jogadas ao sabor do vento. Na visão metafísica isso não ocorre, diríamos que escolhemos “cair numa armadilha” e que não seria bem um engodo, mas numa motivação para evoluirmos como pessoa para deixar desabrochar nossas mais altas virtudes.

O amor romântico, a meu ver, é o melhor catalisador de amadurecimento. Ele gera tantos sentimentos que é impossível não nos conhecermos melhor, não descobrirmos pontos jamais vistos antes e aprender novos comportamentos.

Eu venho escolhendo a perspectiva metafísica. Não vou dizer que é fácil, mas posso dizer que é recompensador. Portanto venho escolhendo cair numa “armadilha”.

Namasté!

Próximo texto: Porque nos decepcionamos e queremos fugir do amor?

Leia também:
Ciúme
Afirmação para amar
Sofrimento é dor estendida

5 comentários:

  1. Nanda, acho que vc vem fazendo uma boa escolha :-)


    bjs

    ResponderExcluir
  2. COM CERTEZA A VANESSA DISSE TUDO. COMO AS PESSOAS AS VEZES NOS ENGANHAM..
    ESTOU COM SAUDADES DE TI.
    AMEI VIR ATÉ AQUI. SEMPRE TENHO VC EM MEUS PENSAMENTOS E CORAÇÃO.
    NA CURIOSA TEM UMA ROSA TE ESPERANDO. NA BARRA, LOGO ACIMA DO BLOG. ESPERO QUE GOSTE. MEU SOBRINHO ESTÁ RECUPERADO. MUITO LINDO. GRAÇAS A DEUS. OBRIGADA PELAS ORAÇÕES NA ÉPOCA. CARINHOSAMENTE EU SEMPRE ME LEMBRO DE TI.
    FIQUE COM DEUS.
    SEU BLOG ESTÁ CHEIO DE MAGIA. LINDO.
    SANDRA

    ResponderExcluir
  3. Vanessa:

    Sabe que eu também acho? rsrsr
    Bjão!


    Sandra:

    Que bom receber sua visita!
    Vc também está sempre em meus pensamentos! Estou vindo pouco na net, e diminui todas as tarefas, mesmo com o blog...
    Obrigada pelos elogios!!!!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  4. oi, Nanda!

    Desculpe a demora, mas hj não resisti e dei uma paradinha para ler seu texto - sempre muito bom e coerente.

    Eu acho que conheci de tudo um pouco sobre o amor e deste, procurei retirar o melhor em cada momento. Hoje, estou certa de que existe o verdadeiro, o sensato, o inconsequente e algumas vezes - é sim uma armadilha que exige de nós, muito jogo de cintura e equilíbrio, se é que é possivel quando se ama.

    Beijos e me avise para ler o próximo ok?

    ResponderExcluir
  5. M.Nilza:

    Obrigada pela paradinha!!
    Acho que o que varia muito no amor é nosso comportamento que pode ser inconsequente ou sensato.

    Jogo de cintura é sempre possível, desde que encontremos nossa atenção plena.

    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.