quarta-feira, 31 de março de 2010

Arrasa Quarteirão



Estava lendo outro dia uma matéria sobre um “filme de sucesso”, que o descrevia como desbancando os “blockbusters”, ou seja, muita gente assistindo, muito dinheiro entrando... Pensei, será isso sucesso? Será que uma pessoa só se sentirá conquistando algo quando arrebanhar milhões de pessoas? E quando isto não acontece? É fracasso? E as pessoas que vivem apenas para dezenas de outras, são perdedoras?

Vejo que temos gana de milhões, queremos ser populares arrebatar muita gente, ser alvo do olhar de muitos. Medimos nosso êxito pelo número de par de olhos que atraímos para nós. Fico me lembrando das crianças que tudo que fazem pedem o olhar dos pais, é um tal de “pai olha”, “mãe vê” que não acaba mais. Acho que crescemos com essa necessidade do olhar do outro para existir, algo assim: Se olham para mim, logo existo. E mais, sou especial, importante. Fome de atenção? Sentimento de insegurança e inferioridade? O que nos move nessa busca por reconhecimento e aprovação?

Queremos ser vistos, comentados e temos, agora, um meio ótimo para isto, este mesmo que você está agora, a internet. Tudo que faço, digo ou penso, pode ser mostrado, não acho isto ruim. O que me chama atenção é a fome, o desejo desenfreado de ser visto, o que será que nos move? De onde vem isto? Parece que nos sentimos vitoriosos quando temos um milhão de pessoas nos assistindo e nos danamos a fazer “macacadas” para chamar atenção. Continuamos como crianças gritando: Pai! Mãe! Olha eu!

Namasté!

Leia também:
Não sofrer com derrotas
Santo de casa não faz milagre
A magia da fama
Para ser bom não precisamos ser o melhor

8 comentários:

  1. é isso, Nanda!!
    vivemos repetindo padrões vida afora e quando percebemos, se conseguimos perceber, temos uma dificuldade muito grande em mudar e normalmente só com ajuda, o que aiás, não é demérito nenhum, como lamentavelmente, muitos pensam.
    Namaste...

    ResponderExcluir
  2. Nanda querida,
    é algo tão forte em algumas pessoas,que até pagam por isso.
    Feliz Páscoa
    Mari

    ResponderExcluir
  3. Nanda,
    Observei isso com força, no Twitter e a necessidade das pessoas em serem seguidos, de terem milhares de seguidores. Para quê? Qual a vantagem de ter seguidores q vc nem tem idéia quem são?

    ResponderExcluir
  4. Ei Nanda,

    Vc tá mto sumida!!! Vê se aparece!!!

    Gostei de seu texto, tem gente por aí que faz qq sacrifício para aparecer... Ao contrário de mim, q de fama passo longe...
    Prefiro meu bom e calmo anonimato...

    Bom fds e boa Páscoa!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Paulo:

    Oba!! Isso mesmo! Adoro quando encontro gente que me entende perfeitamente!
    Namasté!



    Mari:

    Eu sei, fui picada por isso recentemente, não cheguei a pagar, mas coisas estranhas passaram na minha cabeça! rsrsrs
    Feliz páscoa para vc também!
    Bjão!



    Maria:

    O número de seguidores, nos faz sentir importantes... Por isso não importa se conhecemos ou não, o que vale é a sensação de popularidade.
    Bjão!



    Mylla:

    Vou tentar aparecer... Desculpe o sumiço!
    Obrigada!!!
    Devo confessar que estava nessa onda até a pouco tempo, mas acordei.Só não sei se pra sempre! rsrsrs
    Bjão!

    ResponderExcluir
  6. Esta é a grande causa dos males da humanidade... o poder!
    Quando estamos sobre os olhares aprovados da multidão, nos sentimos fortes, poderosos... e é por esta busca que o ser humano caminha!
    Infelizmente tem o lado bom, e o lado ruim desta busca.... a pergunta é? De que lado estamos ao gritar pela atenção "papai olha!, mamãe olha".
    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  7. O ser humano e cheio de mascaras para esconder o que realmente elas são, a nessecidade de ser notada por isso para que alguem nos note fazemos de tudo tatuagem,pircieng, cortes de cabelos malucos enfim cada um chama atenção como pode.
    Mas a verdade é ninguem nos conhecer melhor do que que nosso criador Cristo Jesus é o unico que verdadeiramente pode suprir todas as nossas necessidades seja ela emocional,fisiologica ou segurança o qualquer que seja essa necessidade
    Um abraço e que Deus abençoe a totos

    ResponderExcluir
  8. Valéria:

    Acho que é válido fazermos esse questionamento, e sem nos condenarmos... Simplesmente detectar o fato e modificá-lo.
    Bjão!



    Luz:

    Infelizmente achamos que precisamos de máscaras, pois não nos conhecemos verdadeiramente e achamos que o que somos é monstruoso.
    No dia que descobrirmos quem realmente somos não precisaremos de máscaras, e nossa face original será revelada, e não teremos mais sede!
    Bjão!

    ResponderExcluir

Oi queridos/das, adoro ler comentários, contribuam para o meu prazer! Obrigada.